Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Benítez gostaria de voltar ao Liverpool e diz: "Torres valia mais"

Espanhol comandou o clube inglês por seis anos, conquistando uma Liga dos Campeões, antes de ir para a Inter de Milão.

Gazeta |

Sem clube após ser demitido da Inter de Milão (Itália), o técnico espanhol Rafa Benítez declarou seu interesse em voltar a treinar o Liverpool, clube pelo qual trabalhou entre 2004 e 2010, e conquistou a Liga dos Campeões da Europa em 2005. Além disso, ele afirmou que, ano passado, a diretoria pedia 70 milhões de libras (R$ 188 milhões) pelo atacante Fernando Torres, vendido na última segunda-feira ao Chelsea por 50 milhões (R$ 134 milhões).

Após a saída de Benítez ao fim da temporada 2010, os ingleses contrataram o inglês Roy Hodgson, que durou apenas seis meses no cargo antes de ser substituído pelo ídolo escocês Kenny Dalglish.

"Ser treinador do Liverpool é um sonho. Eu sei que Kenny está indo muito bem. Tenho que esperar e continuar assistindo aos jogos, mas se você me perguntar se eu gostaria de ser o técnico, claro, sem dúvida. Quando, é a questão. De qualquer forma, eu tenho que seguir a vida", filosofou em entrevista à "BBC".

Torres chegou a Anfield Road em 2007, quando Benítez era o técnico, por 20 milhões de libras. De acordo com o comandante espanhol, mesmo em sua época, já se falava da saída do atacante.

"Venderam por bastante dinheiro, mas poderia ser mais. As pessoas falavam que poderíamos receber uma oferta, e falavam em 70 milhões de libras. Ele não estava jogando no nível de sempre, mas era ainda um ótimo jogador", lembrou.

Para o lugar de Torres, o Liverpool contratou o inglês Andy Carroll, do Newcastle, por 35 milhões de libras (R$ 94 milhões), e o uruguaio Luis Suárez, do Ajax, por 22 milhões (R$ 59 milhões).

Leia tudo sobre: Futebol MundialInglaterraLiverpoolRafa Benítez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG