Ex-zagueiro alemão pretende tornar a regra menos interpretativa e mais objetiva, aplicando a regra apenas quando o jogador toca na bola

selo

O ex-jogador e atual membro do comitê executivo da Fifa Franz Beckenbauer revelou nesta terça-feira que está sugerindo uma mudança na regra do futebol. O alemão quer tornar a lei do impedimento mais simples e, como membro do painel da entidade máxima do futebol mundial, colocará o tema em discussão na reunião que acontecerá na próxima semana.

Leia também: Fifa isenta 109 casos de doping no mundial sub-17

"Já coloquei na pauta. Todos os membros da comissão deveriam pensar nisso, para que possamos discutir", declarou Beckenbauer, em entrevista ao jornal Bild . "O impedimento se tornou muito complicado. Não precisamos voltar à 'idade das pedras' do futebol para decidir uma simples interpretação. O árbitro deveria, por exemplo, anular um gol somente quando o goleiro é claramente atrapalhado pelo jogador em posição ilegal", completou.

A lei do impedimento aponta que deve ser marcada irregularidade quando o jogador em posição ilegal participa da jogada, seja tocando na bola ou atrapalhando o adversário. Para Beckenbauer, no entanto, a regra deveria ser menos interpretativa e o lance só deveria ser paralisado quando o adversário fosse claramente prejudicado pelo jogador em posição ilegal, no caso, se ele tocasse na bola.

A sugestão do ex-jogador será decidida durante os encontros do painel da Fifa, cujos dirigentes estão reunidos nesta semana para discutir questões do futebol, entre elas, a realização da Copa do Mundo de 2014 . Outra mudança proposta por ele é a não expulsão de um jogador que impedir uma oportunidade clara de gol com falta dentro da área. "Se é uma falta inofensiva, um pênalti e um cartão amarelo são suficientes. Vermelho, só em falta brutal. Os árbitros deveriam poder ter a liberdade de escolha", argumentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.