Tamanho do texto

Jornalista italiano afirmou que diversas infiltrações sofridas pelo ex-atacante "destroçaram" seus tendões

O ex-jogador argentino Gabriel Batistuta não consegue mais se manter em pé por mais de meia hora por causa das dores no joelho, disse o jornalista italiano Luca Calamia, amigo do jogador, em declarações publicadas nesta quarta-feira pelo site do jornal Corriere della Sera .

Gabriel Batistuta defendeu a seleção argentina nas Copas do Mundo de 1994, 1998 e 2002
Getty Images
Gabriel Batistuta defendeu a seleção argentina nas Copas do Mundo de 1994, 1998 e 2002
"Agora, infelizmente, Batistuta mal consegue caminhar. Não consegue mais ficar em pé por mais de meia hora por causa de seus problemas de joelho", afirmou o jornalista, que acrescenta que "as infiltrações destroçaram os tendões" do argentino.

Batistuta, segundo o periódico, foi submetido a vários tratamentos médicos com infiltrações para aliviar a dor e reduzir o tempo de recuperação de algumas de suas lesões. "A lesão mais grave foi a do dia 7 de fevereiro de 1999, quando o atacante marcava um gol na partida entre Fiorentina e Milan", lembra o jornal italiano.

De fato, a última operação foi no tornozelo, há um ano e meio, e, segundo o médico, após a cirurgia, o jogador seguiu praticando outros esportes como o tênis e o polo. No entanto, o jornalista afirma que seu joelho está "em pedaços".

Conhecido como "Batigol", o argentino se aposentou em março de 2005, com uma lesão no tornozelo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.