Tamanho do texto

Atacante afirma que faltam poucos detalhes para a finalização do seu acordo com o clube e que deve chegar a São Paulo nesta quarta

selo

O Palmeiras está cada vez mais próximo de acertar com um novo reforço para seu ataque. Trata-se do argentino Hernán Barcos, da LDU, que nesta terça-feira confirmou que está "muito perto" de chegar ao clube brasileiro. De acordo com o jogador, faltam poucos detalhes para a finalização do acordo e ele deve chegar a São Paulo para se apresentar à sua nova equipe já nesta quarta.

Veja ainda: Frizzo afirma ter 'consciência tranquila' diante de abaixo-assinado

"Estamos muito perto de completar a transferência para o Palmeiras e estou muito contente, porque é o que eu queria. Creio que não haverá problema entre os presidentes das equipes e acho que nas próximas horas estará tudo certo", declarou, em entrevista à Rádio Estadão ESPN. "Se tudo der certo, viajo esta noite (de terça) para Buenos Aires, assino alguns papeis, e amanhã (quarta) já estou no Brasil", completou.

Leia também: Richarlyson critica preconceito da torcida do Palmeiras

A negociação entre Palmeiras e LDU começou graças a um pedido do técnico Luiz Felipe Scolari, impressionado com os números do jogador, que marcou 53 gols em 92 partidas pelo time equatoriano. Barcos demonstrou entusiasmo com a oportunidade e garantiu que não hesitou em aceitar a proposta da equipe paulista.

"O Palmeiras é um grande clube a nível nacional e internacional e acho que qualquer jogador queria estar em um time como esse. Eu tive a possibilidade e não pensei duas vezes, fiz tudo que era possível para fechar com o Palmeiras", disse o atacante, que admitiu ter recusado uma proposta de uma equipe dos Emirados Árabes Unidos para negociar com o time brasileiro.

E mais: Carmona diz ter recuperado a confiança no Palmeiras

"Sempre tive a preferência de jogar no Palmeiras. Recebi uma oferta dos Emirados Árabes há 15, 20 dias e ela não foi concretizada porque tive uma oportunidade de ir ao Palmeiras. É uma grande oportunidade estar no futebol brasileiro, um dos melhores do mundo", avaliou.

Caso a transferência seja concretizada, Barcos tentará fugir de um retrospecto recente de ex-jogadores da LDU no Brasil. Desde que ganhou a Libertadores, em 2008, o time equatoriano negociou diversos atletas com futebol brasileiro. Nomes como Bolaños, que passou por Internacional e Santos, Guerrón, que jogou no Cruzeiro e está no Atlético-PR, Urrutia, ex-Fluminense, Jairo Campos e Édison Méndez, ex-Atlético-MG, não repetiram no País o sucesso que tiveram no Equador.

No entanto, Barcos lembrou que todos estes jogadores são equatorianos, enquanto ele é argentino, o que já o credenciaria a ter mais sucesso no futebol brasileiro. "Jogo no Equador, mas sou argentino, o que muda a mentalidade, a forma de ser e de jogar", garantiu.