Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Barcelona supera Arsenal e avança às quartas da Liga dos Campeões

Expulsão de Van Persie, quando o jogo estava empatado em 1 a 1, facilitou a vida dos espanhóis, que fizeram 3 a 1 no placar

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

O Barcelona conseguiu reverter a vantagem do Arsenal, nesta terça-feira, e se classificou às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Jogando em casa, a equipe espanhola venceu por 3 a 1 e eliminou os ingleses, que triunfaram no jogo de ida por 2 a 1. No agregado, 4 a 3 para o Barça.

O primeiro tempo foi amplamente dominado pelos donos da casa, que sufocaram o Arsenal no campo de defesa e não deram chances para o adversário. Abidal e Busquets, improvisados na zaga devido às ausências dos titulares Puyol e Piqué, não tiveram muito trabalho. Apesar de toda pressão, o Barça só abriu o placar aos 48 minutos, com um golaço de Messi, que chegou a chapelar o goleiro Almunia antes de concluir.

Logo no início da segunda etapa, o Arsenal fez o gol do empate que lhe dava a classificação. Busquets teve a infelicidade de marcar gol contra após cobrança de escanteio de Nasri. Entretanto, alguns minutos depois, o holandês Van Persie foi expulso por ter concluído a gol após marcação de impedimento, facilitando a vida do Barcelona.

Com um a mais, a pressão do time espanhol aumentou e não tardou para que o segundo gol saísse. Aos 23 minutos, Xavi recebeu na área e completou para as redes, colocando o Barça na frente mais uma vez. Dois minutos depois, Pedro sofreu pênalti, convertido com muita tranquilidade por Messi. Bendtner teve a oportunidade de marcar o gol da classificação do Arsenal aos 41 minutos do segundo tempo, mas errou no domínio e o goleiro Valdés fez a defesa.

O jogo
A partida começou quente, com o Barcelona partido para cima do Arsenal em busca do primeiro gol. Logo aos três minutos, Iniesta lançou Pedro por cima da zaga, mas o atacante foi travado na hora de concluir. Dois minutos mais tarde, Rosicky puxou contra-ataque para os visitantes, mas o cruzamento para van Persie saiu com defeito.

Os anfitriões seguiram pressionando nos primeiros minutos, mas sempre esbarrando na defesa bem postada dos ingleses. Aos 15 minutos, Daniel Alves cobrou falta da intermediária e o goleiro Szczesny fez a defesa no meio do gol. No momento que encaixou a bola, porém, o arqueiro machucou o dedo e teve que sair do jogo. Almunia entrou no seu lugar.

AFP
Lionel Messi se prepara para se livrar do goleiro do Arsenal e fazer 1 a 0 para o Barcelona no Camp Nou
Aos 27, o sumido Messi tentou encontrar Pedro dentro da área. A zaga cortou e Xavi pegou o rebote de primeira, da meia lua, mas a bola saiu à direita do gol do Arsenal. Cinco minutos depois, Iniesta lançou David Villa em profundidade, o atacante espanhol entrou na área pressionado pela marcação de Djourou, mas bateu fraco para fácil defesa de Almunia.

O Barcelona era todo pressão para cima do Arsenal e encurralava o rival em seu campo de defesa. Faltando 10 minutos para o intervalo, após boa troca de passes na entrada da área, Villa rolou para Adriano na esquerda e o lateral brasileiro soltou uma bomba de primeira, acertando a trave inglesa.

Já nos acréscimos do primeiro tempo, quando o Arsenal havia conseguida igualar as ações e sair um pouco do sufoco, Iniesta puxou contra-ataque e tocou para Messi finalizar nas mãos de Almunia. Alguns segundos mais tarde, a dupla Iniesta-Messi entrou em ação novamente. Dessa vez, de forma mortal. O meia tocou para o atacante, que recebeu livre na área, deu um "mini-chapéu" no goleiro adversário e chutou para estufar as redes: 1 a 0.

No segundo tempo, o Barcelona voltou pressionando o Arsenal, a exemplo do que fez em toda primeira metade do jogo. Porém, foram os visitantes que marcaram. Aos sete, Nasri cobrou escanteio da direita e o volante Busquets, que jogou improvisado na zaga, marcou contra. No minuto seguinte, David Villa teve a chance de recolocar o Barça na frente, mas chutou em cima de Almunia.

AFP
O atacante Van Persie é expulso de campo após receber o segundo amarelo no jogo
Aos 11 minutos, o holandês Van Persie foi expulso pelo árbitro suíço Massimo Busacca. O atacante foi flagrado em posição de impedimento e, mesmo após o apito do juiz, concluiu para o gol. Como já havia recebido um cartão amarelo no primeiro tempo, recebeu o segundo neste lance e, consequentemente, o vermelho.

Com um jogador a mais, o time espanhol voltou a sufocar o Arsenal em seu campo de defesa. Aos 15, Adriano recebeu na esquerda, já dentro da área, e rolou para Daniel Alves concluir com perigo por cima do gol. Um minuto depois, o lateral direito brasileiro recebeu passe em profundidade e cruzou na medida para Pedro, mas Almunia se esticou para cortar o cruzamento.

Almunia apareceu mais uma vez com destaque aos 21 minutos, ao defender um chute de Villa. Messi deu belo passe para o atacante, que chutou nas pernas do goleiro. Aos 23, porém, o arqueiro nada pôde fazer para evitar o segundo gol dos donos da casa. Villa deu passe genial para Xavi, que recebeu dentro da área e recolocou o Barcelona na frente do placar.

Aos 25 minutos, o Barcelona marcou outro. Koscielny fez falta em Pedro dentro da área, pênalti anotado pelo árbitro Bussacca. Com muita tranquilidade, Messi converteu a cobrança, para delírio dos torcedores que lotaram o Camp Nou: 3 a 1.

AFP
Xavi chuta colocado para marcar o segundo do Barcelona e adiantar a equipe no marcador
Mesmo precisando de mais um gol para se classificar, o Arsenal não teve forças para atacar. Com um jogador a menos era impossível penetrar na defesa do Barcelona. Messi tentou fazer seu terceiro gol na partida aos 33 minutos, mas seu chute parou novamente no goleiro Almunia.

O meia-atacante Afellay, que havia acabado de entrar na vaga de Villa, quase ampliou aos 37. Ele ganhou na velocidade de Sagna, mas chutou errado na saída de Almunia. Afellay teve outra oportunidade para marcar dois minutos depois, porém, o goleiro do Arsenal evitou o tento. Aos 40 minutos, Daniel Alves perdeu uma ótima oportunidade. Ele recebeu livre na área e tentou o passe para Messi ao invés de chutar direto a gol.

O Arsenal, que parecia entregue na partida, teve a chance de fazer o gol da classificação aos 41 minutos. Adriano fez bobeira na defesa, Wilshere roubou a bola do brasileiro e encontrou Bendtner livre na entrada da área. O atacante dinamarquês errou no domínio e o goleiro Valdés saiu nos seus pés para fazer a defesa.

FICHA TÉCNICA
BARCELONA 3 x 1 ARSENAL

Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona-ESP
Data: 08 de março de 2011, terça-feira
Horário: 16h45 (de Brasília)
Árbitro: Massimo Busacca (SUI)
Assistentes: Matthias Arnet (SUI) e Francesco Buragina (SUI)
Cartões amarelos: Koscielny, Sagna, Wilshere, Van Persie (ARS)
Cartão vermelho: Van Persie (ARS)

GOLS:
BARCELONA: Messi, aos 48' do primeiro tempo e 25' do segundo tempo; Xavi, aos 23' do segundo tempo.
ARSENAL: Busquets (contra), aos 7' do segundo tempo

BARCELONA: Valdés, Daniel Alves, Busquets, Abidal e Adriano (Maxwell); Mascherano (Keita), Xavi e Iniesta; Villa (Afellay), Messi e Pedro.
Técnico: Josep Guardiola

ARSENAL: Szczesny (Almunia), Sagna, Koscielny, Djourou e Clichy; Diaby, Wilshere, Rosicky (Arshavin) e Fábregas (Bendtner); Nasri e Van Persie.
Técnico: Arséne Wenger

Leia tudo sobre: BarcelonaArsenalFutebol MundialEspanhaInglaterra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG