Tamanho do texto

Dívidas do clube catalão se acumulam, apesar do indiscutível sucesso alcançado dentro dos gramados

selo

Getty Images
O acerto com o primeiro patrocinador da história do clube foi a forma encontrada para melhorar a situação do clube
Sucesso indiscutível dentro dos campos, o Barcelona não repete o mesmo desempenho quando o assunto é financeiro. O clube catalão reconheceu nesta quarta-feira que continua em uma situação econômica "delicada" e assinalou que seu acordo de patrocínio com a Qatar Foundation é crucial para não sofrer perdas financeiras. 

O time já utiliza o logotipo da Qatar Foundation em sua camisa nesta temporada, mas a assembleia geral da equipe precisa ratificar em 24 de setembro o acordo por cinco anos e 170 milhões de euros.

"Temos seguido uma linha austera, apostamos no crescimento e temos reduzido a dívida, mas seguimos em uma situação delicada", declarou o vice-presidente econômico do Barcelona, Javier Faus. "A dívida permanece muito alta para nós ditarmos o nosso futuro. Não podemos dever tanto dinheiro ao banco e precisamos gerar mais".

O dirigente explicou que a equipe "sofreria perdas" se não fossem os 30 milhões de euros que vai receber nesta temporada pelo contrato de patrocínio. O clube anunciou neste mês que depois de vários anos de prejuízos, espera ter lucro de quase 20 milhões de euros na próxima temporada. O atual campeão europeu e espanhol teve prejuízo de 9,3 milhões de euros na última temporada e tem uma dívida de 364 milhões de euros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.