Marcone e Lulinha marcam os gols da vitória do time nordestino diante da equipe da casa

null

O calvário do Atlético Paranaense no Campeonato Brasileiro 2011 parece não ter fim. Desta vez o time perdeu para o Bahia , por 2 a 0, em plena Arena da Baixada e aumentou a crise. Com apenas um ponto ganho e um gol marcado na competição, a equipe rubro-negra permanece na zona de rebaixamento desde a primeira rodada e perdeu Adílson Batista, que pediu demissão .

O placar foi aberto somente na segunda etapa, aos 20 minutos, com Marcone , que fez jogada individual e acertou um belo chute de fora da área, sem chance para Márcio , colocando o time do Nordeste na frente. Lulinha , aos 42 minutos, fechou a contagem e melhorou a posição da equipe baiana na classificação, entrando no G-10, com oito pontos, aguardando ainda o complemento da rodada.

Coloque seu time em 1º no ranking da Torcida Virtual do iG

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Fluminense , quinta-feira, no Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro. Já o Bahia volta a campo na quarta-feira, quando terá pela frente o Corinthians , em jogo marcado para o Estádio Pituaçu, em Salvador.

O jogo
Mesmo jogando em campo adversário o Bahia não se intimidou e criou a primeira oportunidade, logo no primeiro minuto, com Júnior, que aproveitou cruzamento de Jobson e desviou próximo da meta. Apesar do equilíbrio nos minutos iniciais, o Tricolor era mais contundente. Aos cinco minutos, Rafael Santos, sempre ele, passou errado e Manoel se virou para afastar. O Furacão só apareceu no ataque nos pés de Paulo Baier, que cobrou falta na área, sem o aproveitamento de ninguém.

A equipe baiana chegava com força no ataque, enquanto o rubro-negro contava com a sorte para não tomar o primeiro gol da partida. Aos 13 minutos, depois de confusão na área, a bola sobrou para Tite, que desviou na área. No rebote, Márcio, que falhou no primeiro lance, defendeu. Na resposta, Paulo Baier encontrou Marcelo Oliveira bem posicionado, mas o lateral bobeou e perdeu a jogada.

Marcone comemora gol do Bahia diante do Atlético-PR
Agência Estado
Marcone comemora gol do Bahia diante do Atlético-PR
Aos poucos o Atlético-PR se encontrava em campo e melhorou no jogo, a ponto de criar uma grande chance aos 24 minutos, após tabelinha de Mádson com Paulo Baier, que bateu com categoria, por cima da meta. Aos 30 minutos, levantamento do maestro atleticano e Rafael Santos desviou pela linha de fundo.

O Bahia continuava perigoso e, aos 37 minutos, Jobson fez a jogada e disparou o petardo, na rede pelo lado de fora. Dois minutos depois foi a vez de Junior tentar e obrigar Márcio a ceder escanteio. Baier deu a resposta aos 46 minutos, com cobrança de falta que Lomba pegou no ângulo.

Depois do intervalo, o Furacão retornou com Kléberson, abandonando o esquema com três zagueiros. Aos dois minutos, Manoel tentou o lançamento em profundidade para Deivid, que se atrapalhou com a bola. Aos sete minutos, Mádson recebeu passe açucarado de Paulo Baier e, de frente para o crime, chutou para fora. Mais uma chance do baixinho, aos oito minutos, desta vez raspando a trave.

De volta ao time para tentar ajudar o Rubro-Negro a sair das últimas posições, Paulo Baier mais uma vez na conseguiu e foi substituído por Branquinho. Aos 14 minutos, Jóbson encobriu Márcio para fazer um golaço e o camisa 1 se recuperou bem no lance. Porém, aos 20 minutos, Marcone partiu para a jogada individual e bateu da fora da área, sem chance para Márcio. O gol acordou o Furacão que iniciou uma pressão. O primeiro a tentar foi Nieto, aos 23 minutos, parando em Lomba.

O torcedor até tentava empurrar os jogadores, mas nada de bola na rede. Aos 29 minutos, Mádson fez o cruzamento, Adaílton desviou no meio do caminho e Marcelo Lomba fez mais uma bela defesa. O Bahia ainda quase ampliou aos 35 minutos. Lulinha chutou em cima de Márcio e, no rebote, Jóbson desperdiçou. A crise rubro-negra piorou aos 42 minutos, com um gol de Lulinha, que recebeu na frente do gol e tocou na saída de Márcio para ampliar.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 0 X 2 BAHIA

Local: Estádio Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 25 de junho de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Antonio F. de Carvalho Schneider (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Cartões amarelos: Deivid, Guerrón e Mádson (Atlético-PR); Jancarlos, Marcos, Jóbson (Bahia)

Gols:
BAHIA : Marcone, aos 20 minutos e Lulinha, aos 43 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Márcio; Manoel, Rafael Santos e Fabrício (Kléberson); Rômulo, Deivid, Paulo Baier (Branquinho) e Mádson e Marcelo Oliveira; Adaílton (Guerrón) e Nieto
Técnico: Adilson Batista

BAHIA: Marcelo Lomba; Paulo Miranda, Fahel e Titi; Jancarlos, Marcone, Diones, Carlos Alberto e Ávine (Marcos); Jobson e Júnior (Lulinha)
Técnico: René Simões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.