Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Bahia vence a Portuguesa, volta à Série A e garante acesso do Figueirense

Com vitória por 3 a 0 sobre a Portuguesa, o time nordestino fez a festa da sua torcida no estádio de Pituaçu

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860266488&_c_=MiGComponente_C

O Bahia está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro após sete anos. Na noite deste sábado, a equipe alcançou seu principal objetivo no ano ao vencer a Portuguesa por 3 a 0 diante das arquibancadas abarrotadas do Estádio Pituaçu, em Salvador. Desta forma, chega à vice-liderança da Série B, com 65 pontos, e não pode mais deixar o G-4 nas duas últimas rodadas da competição.

De quebra, o Bahia garante com o resultado o acesso do Figueirense, que mais cedo foi derrotado por 2 a 1 pelo Coritiba, mas mesmo assim está confirmado de volta à Primeira Divisão. O time de Santa Catarina tem 63 pontos e não pode mais ser alcançado por Portuguesa e Sport, equipes com 56 pontos que brigarão até o fim com o América-MG pela última vaga no G4.

Na próxima rodada, o Bahia, que ainda pode conquistar o título da Série B se o Coritiba tropeçar, volta a campo para enfrentar o Santo André. A partida está marcada para as 17 horas (de Brasília) do próximo sábado, novamente em Pituaçu. No mesmo dia e horário, a Portuguesa tenta manter as esperanças no Canindé, enfrentando o Náutico - curiosamente, arquirrival do Sport.

O Bahia precisou apenas de cinco minutos para abrir o placar diante da impressionante massa de torcedores que fez muito barulho em Pituaçu. O tento foi anotado pela principal estrela do elenco: Adriano Michael Jackson, que recebeu lançamento de Ávine e tocou na saída de Wewerton para estufar as redes. Após mais 20 minutos, o marcador foi ampliado, novamente dele.

Aos 25, Adriano aproveitou sobra de cobrança de escanteio para bater com força de fora da área. A bola desviou em Preto Costa e tirou Wewerton da jogada. A Portuguesa só foi sair da inércia no segundo tempo, quando teve boa chance logo após o apito inicial: Ademir Sopa obrigou Omar a fazer excelente defesa após cabeçada em cobrança de escanteio.

O ídolo Adriano pretendia brilhar ainda mais e, aos três minutos, invadiu a área em velocidade e foi deslocado por Preto Costa, sofrendo pênalti. Na cobrança, Jael pegou mal e Wewerton conseguiu espalmar, evitando uma festa ainda maior na capital baiana. Então, a Portuguesa tentou crescer no jogo: levou perigo com chutes de Dodô, aos 8, e de Marco Antônio, aos 20.

O Bahia ainda marcou o terceiro gol, completando a festa aos 47 minutos do segundo tempo. Ávine bateu cruzado de dentro da área, Wewerton deu rebote e Nen não desperdiçou, para a alegria da massa baiana. 

A Portuguesa tentou uma reação tardia, mas não conseguiu abrir a defesa do Bahia e evitar a festa nas ruas de Salvador. A equipe ainda continua viva na briga pelo acesso, mas não pode mais vacilar. Enfrenta Ipatinga e Sport - duelo na última rodada que pode decidir o acesso. O América-MG, que tem três pontos de vantagem e está no G-5, pega Sport e Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA - BAHIA 3 X 0 PORTUGUESA

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 13 de novembro de 2010, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Alexandre Kleiniche (RS) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)
Cartões Amarelos: Marcone, Alison (Bahia); Preto Costa (Portuguesa)

Gols: Bahia: Adriano, aos 4 e aos 25 minutos do primeiro tempo, e Nen, aos 47 minutos do segundo tempo

BAHIA: Omar; Ananias, Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Marcone, Hélder e Morais; Adriano e Jael. Técnico: Márcio Araújo

PORTUGUESA: Weverton; Paulo Sérgio, Maurício, Preto Costa e Romano (Athirson); Ademir Sopa (Marcos Paulo), Glauber, Marco Antônio e Héverton; Fabinho e Dodô (Zé Carlos). Técnico: Sérgio Guedes

Leia tudo sobre: bahiaportuguesasérie b

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG