Resultado é ruim para o Bahia, que, com 11 pontos, fica próximo da zona de rebaixamento do Brasileirão

Depois de 90 minutos muito disputados no Estádio Pituaçu, em Salvador, Bahia e Coritiba não saíram do zero no placar pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro 2011. O resultado não foi bom para nenhuma das equipes, especialmente para a da casa, que fica com 11 pontos e muito próximo da zona de rebaixamento.

A partida foi movimentada e equilibrada, com bola no travessão de Fahel, pelo lado baiano, e na trave em chute de Léo Gago, pelo Coxa. O time paranaense ainda ficou sem o volante Leandro Donizete, expulso aos 23 minutos do segundo tempo. E aos 42 minutos, Jóbson foi mais cedo para o chuveiro, deixando ambos times com dez jogadores.

Na próxima rodada, o Bahia terá pela frente o Vasco da Gama, quinta-feira, no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Já o Coritiba terá pela frente o São Paulo, quarta-feira, no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense.

AE
Jogando no Pituaçu, o Bahia não conseguiu aproveitar o fator casa e acabou empatando



O jogo
Empurrado pelo torcedor, o Tricolor partiu para cima do Coxa e, logo no primeiro minuto,chegou com perigo em cruzamento de Ávine, que Jóbson desviou e a zaga tirou da área. A resposta veio com Bill, que disparou um chute forte e carimbou a defesa baiana, aos três minutos. Também de longe, Léo Gago tentou surpreender, aos sete minutos, e Marcelo Lomba defendeu.

O Coxa equilibrou as ações e passou a assustar a defesa do time da casa, que tentava devolver rapidamente, como aos 12 minutos, em uma bomba de Fahel, por cima da meta alviverde.   Atuando pela pelas laterais, o Coritiba criou uma boa chance com Jonas, que cruzou na área para a defesa salvar. Lomba fez milagre, aos 23 minutos, ao afastar um petardo de Léo Gago.

A partida era movimentada no Pituaçu, com os dois times mostrando força para abrir o placar. Aos 26 minutos, Júnior aproveitou escanteio para testar firme pela linha de fundo. Aos 30 minutos, Marcos Aurélio recebeu na área, dominou e entrou a bola par ao adversário.  O ritmo da partida caiu um pouco depois da correria inicial. Aos 37 minutos, depois de confusão na área coxa-branca, Fahel desviou e Edson Bastos apareceu para defender.

No segundo tempo,  as equipes voltaram sem alterações. O jogo demorou um pouco para ganhar em emoção, o que só aconteceu aos cinco minutos, com Bill, que acompanhou a bola atravessando a pequena área e não conseguiu empurrar para as redes. Aos sete minutos, Tcheco tentou resolver sozinho, abriu espaço e disparou o chute para fora. Jóbson respondeu logo em seguida, com uma bomba por cima da meta.

Vendo o adversário apertar, o técnico René Simões colocou Reinaldo e Fabinho no Bahia. Mas quer criou uma linda chance foi o Coxa, com uma bicicleta, aos 16 minutos, que passou por cima do gol. Aos 19 minutos foi a vez de Rafinha perder o gol, aos 20 minutos, parando nas mãos de Marcelo Lomba. Prejuízo ara o Alviverde aos 23 minutos, com a expulsão de Leandro Donizete, um dos destaques do jogo.

Com um jogador a mais, o Bahia partiu para o ataque. Aos 25 minutos, Fahel recebeu cruzamento e bateu forte no travessão. Aos 32 minutos que tentou o arremate foi Jóbson, que chutou cruzado para ótima defesa de Edson Bastos. O Alviverde também teve boa na trave, em um petardo de Léo Gago. Aos 42 minutos, Jóbson foi expulso, igualando o número de atletas dos times. Nos acréscimos, Ricardinho fez fila e perdeu o gol.

FICHA TÉCNICA: BAHIA 0 X 0 CORITIBA

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
Data : 24 de julho de 2007, domingo
Horário : 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio
Assistentes : Cleriston Clay Barreto Rios e Marrubson Melo Freitas
Cartões amarelos : Fahel, Jóbson, Marcelo Lomba e Paulo Miranda (Bahia); Tcheco, Lenadro Donizete (Coritiba)
Cartões vermelhos : Jóbson (Bahia); Leandro Donizete (Coritiba)

BAHIA: Marcelo Lomba; Gabriel, Paulo Miranda, Titi e Ávine; Marcone (Ricardinho), Fahel,Lulinha (Fabinho) e Carlos Alberto; Jobson e Junior (Reinaldo)
Técnico: René Simões

CORITIBA : Edson Bastos; Jonas, Pereira, Émerson e Eltinho; Leandro Donizete, Léo Gago, Tcheco e Rafinha; Marcos Aurélio (Anderson Aquino) e Bill (Geraldo)
Técnico: Marcelo Oliveira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.