Tamanho do texto

Jóbson marca aos 48 do segundo e garante primeira vitória baiana no Brasileirão 2011. Estreante Ciro tem atuação apagada

Ainda não foi desta vez que o técnico Abel Braga conseguiu sua primeira vitória em seu retorno ao Fluminense . Na noite deste sábado, no Engenhão, o time perdeu para o Bahia , por 1 a 0, gol de Jóbson , estacionando na parte de baixo da tabela, com seis pontos. O jogo marcou as estreia do atacante Ciro , que teve atuação discreta. No Bahia, Carlos Alberto , revelado nas Laranjeiras, também fazia sua estreia. O próximo compromisso do Fluminense na competição será contra o Avaí, domingo, dia 26, na Ressacada, em Florianópolis.

null

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O carinho torcedor do Fluminense com Carlos Alberto pelo visto já não é o mesmo. O meia, que fazia estreia pela equipe baiana, era vaiado toda vez que pegava na bola. Mas, pelo menos, se manteve em campo. Quem não teve a mesma sorte foi o companheiro Souza. Nos primeiros segundos do jogo, após falta cometida no zagueiro Edinho, o atacante ficou caído no chão e foi substituído aos 4.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

Em seu lugar entrou Júnior. Na primeira jogada, ele recebeu de Carlos Alberto, invadiu a área do Fluminense e teve chance de marcar. Mas Diego Cavalieri fechou o ângulo e evitou o gol do Bahia. No Fluminense, o recém-chegado Ciro, ainda sem entrosamento, apostou na força: recebia a bola e partia na direção dos zagueiros ou arriscava de longe.

O jogo seguiu amarrado no meio de campo. O Fluminense chegou na área do Bahia – e assim mesmo sem assustar – com Souza. Depois de tabelar com Fred, o meia chutou da entrada da área, nas mãos de Marcelo Lomba. Aos 28, Fred chegou com perigo. No interior da pequena área, ele cabeceou no chão aproveitando cruzamento da direita. Lomba se esticou e mandou a escanteio. O árbitro Alício Pena Júnior, no entanto, assinou falta do atacante.

Depois disso, pouca coisa aconteceu de emocionante. As duas equipes insistiam em jogar pelo meio. O Bahia dependia das arrancadas de Carlos Alberto, enquanto Fluminense apostava em um lampejo de Conca. O time baiano ainda tentou surpreender os donos da casa com chutes de longa distância. Mas, no último minuto, quase gol do Bahia: Jóbson se livrou de um zagueiro e do bico esquerdo da pequena área chutou rasteiro. Cavalieri, de joelhos, salvou.

E foi o mesmo Jóbson que começo do segundo tempo obrigou o goleiro do Fluminense a uma difícil defesa. O atacante do Bahia chutou no canto esquerdo de Cavalieri, que, de tapinha, conseguiu evitar o pior. E Jóbson voltou mesmo disposto a incomodar a defesa do Fluminense. Em dois lances seguidos, ele mais uma vez exigiu bastante do camisa 12 das Laranjeiras.

O ex-botafoguense Jóbson garantiu o triunfo do Bahia no Engenhão
Futura
O ex-botafoguense Jóbson garantiu o triunfo do Bahia no Engenhão

Já no Fluminense, o mesmo não acontecia. Ciro, com atuação discreta, foi substituído na metade da segunda etapa por Rafael Moura. O time de Abel Braga ganhou mais opção no ataque com a alteração. O treinador mandou a equipe pressionar o Bahia sem temer os contra-ataques. Em um lance de inspiração de Souza, o meia quase abriu o placar: da intermediária, ele arriscou e carimbou o travessão de Marcelo Lomba. No rebote, Conca, desequilibrado, tentou empurrar para o gol. Mas a bola subiu.

A resposta do Bahia veio com quem? Jóbson. Depois de receber de Júnior, o ex-jogador de Botafogo e Atlético-MG ajeitou para a perna esquerda e soltou a bomba: bola na trave. A partir daí, o Bahia passou a pressionar. Luninha, que acabara de entrar, arriscou da meia-lua. Cavalieri, mais uma vez, salvou de tapinha, no chão. Jóbson, sempre ele, teve a chance de fazer da vitória. Na frente do goleiro, quis dar uma drible a mais e perdeu a bola. Júnior ficou com o rebote e bateu cruzado, à esquerda de Cavalieri. Fred quis provar que também tem boa presença na área. Após cruzamento na esquerda, o atacante testou com perigo, mas Longa estava bem posicionado e defendeu. Mas Jóbson, aos 48, não desperdiçou, chutando sem defesa para o goleiro do Fluminense: 1 a 0.

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE 0 x 1 BAHIA
Local:
Engenhão (RJ)
Data : 18 de junho de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro : Alício Pena Junior (MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio S. Santiago (MG) e Emerson Augusto de Carvalho (SP)

CARTÕES AMARELOS : Fahel, Ciro, Carlos Alberto, Gum, Titi

GOL : Jóbson, aos 48 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE : Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Márcio Rosário e Carlinhos (Marquinho); Edinho, Valencia, Souza e Conca (Matheus Carvalho); Ciro (Rafael Moura) e Fred Técnico : Abel Braga

BAHIA : Marcelo Lomba; Jancarlos (Marcos), Paulo Miranda, Titi e Ávine; Fahel, Diones, Marcone e Carlos Alberto (Lulinha); Jóbson e Souza (Júnior) Técnico : Renê Simões

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.