Técnico Renê Simões teve de intervir no desentendimento entre os dois. Agora o clube diz que os dois seguem convivendo normalmente

A comissão técnica do Bahia tenta aparar as arestas após uma discussão do atacante Jobson com o meia Carlos Alberto, ocorrida no treino de quinta-feira, no estádio de Pituaçu. A versão oficial é de que o desentendimento foi simples e que os dois seguem convivendo normalmente.

Carlos Alberto teria ficado irritado com o desempenho do colega durante treinamento coletivo. Jobson, que estaria segurando demais a bola, teria reclamado inclusive com o gestor de futebol Paulo Angioni.

O técnico Renê Simões teve de intervir. Nesta sexta-feira, ele conversou com os dois atletas de forma individual antes do treino. Depois, tratou do assunto com ambos ao mesmo tempo e mediou apertos de mão que selaram a paz entre eles.Uma das maiores preocupações do clube ao contratar jogadores tidos como polêmicos era manter a harmonia no elenco. Após a vitória contra o Fluminense, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro, Carlos Alberto comentou o assunto dizendo que o grupo do Bahia estava cheio de "malucos do bem".

Os dois serão titulares do Bahia no duelo de domingo, no Pituaçu, contra o Internacional. Renê Simões deve escalar a equipe da seguinte maneira: Tiago; Gabriel, Willian Thiego, Paulo Miranda e Marcos; Fabinho, Fahel, Ricardinho e Carlos Alberto; Jobson e Júnior

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.