Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Baby Barça" encanta Guardiola na Liga dos Campeões

Já classificado como primeiro do grupo, Barcelona testou diante do Bate um time de garotos saídos da base do clube catalão

Reuters |

AP
Montoya faz o segundo gol do Barcelona na vitória sobre o Bate Borisov
A nova safra de jovens promessas do Barcelona brilhou na Liga dos Campeões, na partida da última terça, derrotando o Bate Borisov por 4 a 0, numa atuação que o técnico Pep Guardiola qualificou de "impecável".

Leia também: Guardiola diz que Barcelona tentará sofrer o mínimo contra o Real

O Barça, atual campeão, já estava classificado para as oitavas de final, e, por isso, Guardiola preferiu testar jogadores recém-saídos da categoria de base, no confronto de terça-feira. Os dez jogadores de linha que começaram o jogo tinham idade média pouco superior a 21 anos.

O meia Sergi Roberto, de 19 anos, abriu o placar contra o time bielorrusso aos 35 minutos. O zagueiro Martin Montoya, de 20 anos, ampliou com uma bomba aos 15 do segundo tempo, e Pedro, de 24 anos, marcou o terceiro três minutos depois, com um toque audacioso. O próprio Pedro fecharia o placar, aos 43, num pênalti sofrido pelo promissor meia Isaac Cuenca, de 20 anos.

AP
Chamado de "Baby Barça" pela imprensa espanhola, time de garotos não decepcionou Guardiola

Guardiola - ele próprio saído da "La Masia", o centro de formação do Barça - disse em entrevista coletiva que a apresentação do seu time B no Camp Nou foi "impecável em todos os sentidos da palavra". A imprensa local já apelidou esse time de "Baby Barça".

"Não é fácil colocar em campo sete caras do segundo time e passar a impressão de jogar bem", disse o técnico, que poupou a maior parte do time principal para o superclássico de sábado contra o Real Madrid.

"E isso não é algo que aconteça de um dia para o outro. É realmente legal que eles tenham todos podido participar e nos deixar orgulhosos. Eles são jogadores talentosos, e espero que possam ajudar o Barça no futuro", completou Guardiola.

 

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelonaguardiola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG