"Ela te tira da partida. Quando a abrimos, os jogadores ficaram encantados olhando", diz torcedor

Orgulho da torcida do Peñarol, a maior bandeira do mundo não estará presente na noite desta quarta-feira no estádio Centenário. Segundo os organizadores, os 309 metros de manto carbonero serão usados apenas em jogos mais festivos e podem distrair o time no duelo decisivo com o Santos na final da Libertadores. Outros torcedores do time uruguaio admitem, porém, que a ausência é uma questão de superstição.

A estreia da bandeira foi contra o Independiente, na única derrota do Peñarol em casa nesta edição da Libertadores (1 a 0). "Não deu sorte daquela vez", reconheceu um torcedor do time uruguaio. Mesmo assim, os responsáveis pela confecção da peça negam que ela ficará de fora da final desta quarta-feira pela falta de sorte. "Ela te tira da partida. Quando a abrimos, os jogadores ficaram encantados olhando", diz Alejandro, um dos organizadores.

Ele conta que a despesa de US$ 36 mil (R$ 57,6 mil) para a confecção da bandeira foi toda bancada pela torcida do Peñarol. "Vendemos muitas rifas e todo o povo que torce para o Peñarol (cerca de 1,7 milhão pessoas no Uruguai) colaborou com um pouco. Além disso, ex-jogadores do clube que atuam na Europa mandaram camisas para sortearmos", contou Alejandro.

Dona do maior bandeirão do mundo, torcida do Peñarol prefere deixá-la guardada para a final
Reuters
Dona do maior bandeirão do mundo, torcida do Peñarol prefere deixá-la guardada para a final
Entre os atletas que enviaram camisas está Cristian Rodriguez , volante da seleção uruguaia que defendeu o clube até 2005 e hoje atua no Porto , de Portugal.

Para a confecção da bandeira, foi contratado um artista argentino, Rody Soria. Contra o Independiente, em jogo que o Peñarol já entrou classificado, foram necessárias cerca de 600 pessoas para carregar a bandeira, que pesa quase duas toneladas, até o estádio Centenário.

Segundo Alejandro, a torcida do Peñarol planeja em breve ampliar ainda mais a já gigante bandeira. A ideia agora é fazer com que ela possa cobrir os dois setores que faltam do anel superior do Estádio Centenário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.