Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Avaí abre sequência decisiva contra degola diante do decadente Ceará

Objetivo do time catarinense é passar pelo rivais desta tarde e, depois, superar o Cruzeiro para ficar na Série A

Gazeta |

Nos vestiários do Pacaembu, logo após a derrota de virada para o Corinthians, o técnico Toninho Cecílio sentenciou: os duelos com Ceará e Cruzeiro serão fundamentais para a permanência do Avaí na elite do futebol nacional. Pois bem, o primeiro deles chegou. Neste domingo, às 17 horas (de Brasília) catarinenses e cearenses se enfrentam na Ressacada para começarem a definir seus futuros na competição.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Em meio aos problemas de salários atrasados e desavenças entre o presidente João Nilson Zunino e Luiz Alberto (dirigente da parceira LA Sports), os jogadores do Avaí tentam se concentram para a partida decisiva. O lateral Fernandinho foca não só uma vitória sobre o Ceará, mas também o duelo do Cruzeiro, que está a cinco pontos da equipe.

"Contra o Ceará é um jogo de seis pontos. Uma vitória e igualamos a pontuação deles, então temos que ter total responsabilidade. Além disso, a gente tem que torcer por um tropeço do Cruzeiro, que encara o Flamengo, um jogo difícil. Na minha opinião, eles vão perder e aí ficaremos a dois pontos deles, sendo que ainda nos enfrentaremos na Ressacada", analisou o jogador.

Para montar a equipe, Toninho Cecílio também tem problemas. Apesar de contar com os retornos de Anderson Lessa e Marcos Paulo, o comandante não tem à disposição o zagueiro Gustavo Bastos, o meia Estrada e o atacante Rafael Coelho, que estão no departamento médico, além do volante Junior Urso, suspenso.

No Ceará, os desfalques também são muitos. O técnico Dimas Filgueiras não pode escalar Michel, lesionado, e Heleno, que recebeu dois jogos de suspensão pela expulsão diante do Flamengo. O goleiro Fernando Henrique, que sofreu um pisão durante o treino, é dúvida. Por outro lado, Roger e Boiadeiro retornam ao time.

"Todo mundo está trabalhando muito para buscar a recuperação do Ceará. Quem o Dimas escolher, tem que pensar em fazer o seu melhor. Agora temos que colocar o coração na ponta da chuteira e lutar em campo", declarou Daniel Marques, que ganhou a vaga do experiente Edmílson, por opção do técnico.

Quem analisa a tabela e vê a situação complicada em que está o Ceará não imagina que a equipe chegou a figurar na nona colocação na 12ª rodada. O Vozão fez um bom primeiro turno, mas não conseguiu manter o embalo, trocou duas vezes de treinador (de Vagner Mancini para Estevam Soares, e depois para Dimas), e entrou em decadência na competição - já são seis partidas sem vitória.

"Chegamos a uma situação em que precisamos dentro e fora de casa fazer os três pontos. A responsabilidade é nossa, não podemos jogar a toalha, temos que trabalhar e vencer. Agora é ganhar tudo, não temos que temer o Avaí, nem ninguém", bradou Dimas Filgueiras.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ X CEARÁ

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 6 de novembro de 2011, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Dibert Pedrosa Moisés (ambos do RJ)

AVAÍ: Felipe; Daniel, Gian, Cláudio Caçapa e Fernandinho; Bruno, Diogo Orlando, Cleverson, Lincoln e Robinho; William
Técnico: Toninho Cecílio

CEARÁ: Fernando Henrique, Sinho, Fabrício, Daniel Marques e Vicente; Careca, Juca, Eusébio e Thiago Humberto; Washington e Felipe Azevedo
Técnico: Dimas Filgueiras

Leia tudo sobre: brasileirão 2011cearáavaírebaixamento

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG