Clube inglês inicia participação no Grupo C nesta quarta-feira, às 15h45 (de Brasília), contra o Benfica

Presente em três das últimas quatro decisões da Liga dos Campeões da Europa, o Manchester United tem sido uma das principais forças do Velho Continente nos últimos anos, ficando atrás apenas do Barcelona de Lionel Messi. Tentando se manter entre os melhores, os ingleses iniciam participação no Grupo C da temporada 2011/2012 da Champions nesta quarta-feira, quando enfrentam o também tradicional Benfica, às 15h45 (de Brasília), no Estádio da Luz, em jogo que reúne nada menos que cinco títulos europeus (três dos ingleses e dois dos portugueses).

Apesar de ter realizado apenas três contratações (Ashley Young, Phil Jones e David de Gea), o Manchester United vem tendo um início de temporada animador. Após quatro rodadas do Campeonato Inglês, os Diabos Vermelhos lideram com 100% de aproveitamento e já marcaram 18 gols, sendo quase metade deles na incrível goleada por 8 a 2 sobre o rival Arsenal. O bom desempenho, no entanto, ainda não empolga o técnico Alex Ferguson.

"Todas as Ligas dos Campeões são um desafio para nós. Estivemos perto de vencer na última temporada, mas as equipes estão cada vez mais fortes. Ainda não decidimos o time titular, mas queremos manter a formação que tem vencido. Somos um grupo jovem e muito forte", analisou o treinador.O Manchester United terá alguns desfalques na partida contra o Benfica. Welbeck, com uma lesão muscular, Cleverley, com uma ruptura nos ligamentos, e Rio Ferdinand, com dores no tendão da perna direita, estão fora. Já Jonny Evans e Patrice Evra são dúvidas, mas devem entrar em campo. No ataque, a esperança de gols se concentra no trio Ashley Young, Wayne Rooney e Javie Hernández.

Em sete confrontos contra o Benfica em competições europeias os Diabos Vermelhos venceram em seis oportunidades, incluindo a decisão da Liga dos Campeões de 1968. A ampla superioridade histórica não é levada em conta por Ferguson, que fez elogios ao atual elenco do time português.

"O Benfica tem jogadores de qualidade e é sempre difícil batê-lo. Pablo Aimar é um jogador muito conhecido que já enfrentamos no passado, quando estava no Valencia, e Garay e Luisão são referências e excelentes futebolistas", enalteceu o treinador.

Pelo lado do Benfica o início de temporada também vem sendo bom. Além de garantir vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões, os Encarnados estão invictos no Campeonato Português, com três vitórias e um empate. Para o técnico Jorge Jesus, a equipe não pode ter medo de atacar o adversário desta quarta-feira."Não vamos temê-los, mas sim respeitá-los. O Benfica vai manter a sua identidade. Quando não tivermos a bola, aí sim temos estratégias individuais e coletivas para suportar a qualidade dos jogadores do Manchester", explicou o treinador, que elogiou principalmente o atacante Wayne Rooney.

O Manchester United tem cinco jogadores muito criativos na frente, mas o Rooney atravessa a melhor fase da carreira, é o melhor jogador inglês da atualidade. Até acho que ele de inglês tem pouco, é mais uma mistura de brasileiro, argentino, português e italiano. Temos de ter cuidado com o Rooney", pediu Jesus.

Com as voltas de Ezequiel Garay, Maxi Pereira, Nolito e Ruben Amorim o Benfica deve ter força máxima para a partida, com os brasileiros Artur, Luisão e Bruno César no time titular. No ataque, o argentino Saviola e o paraguaio Cardozo formam uma dupla perigosa.

No outro jogo do Grupo C, no mesmo dia e horário, o Basel, da Suíça, recebe o Otelul Galati, da Romênia, em confronto que reúne dois candidatos a zebra nesta Liga dos Campeões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.