Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-PR vence e volta a respirar na zona de rebaixamento

Na próxima rodada, o Atlético-PR, 18º colocado, enfrenta o Avaí, já o Inter, em 7º lugar, recebe o Vasco

Gazeta |

nullO Atlético Paranaense conseguiu fazer a lição de casa e, com uma vitória importante sobre o Internacional , por 2 a 0, volta a se animar na luta contra a zona da degola do Campeonato Brasileiro. O Furacão chega aos 27 pontos ganhos, mas permanece na zona de rebaixamento. Já o Colorado, com 40 pontos, perde uma chance de se aproximar dos líderes em um resultado ruim para quem quer chegar à Libertadores da América.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Depois de um gol anulado para cada lado por impedimento, o Rubro-Negro conseguiu abrir o placar aos 13 minutos da segunda etapa. Depois de cruzamento certeiro de Marcinho, o argentino Nieto apareceu para testar firme para as redes. O atacante confirmou sua boa partida aos 37 minutos, fechando a contagem.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Avaí , domingo, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis. Já o Internacional terá pela frente o Vasco da Gama , no mesmo dia, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

O jogo: A partida começou morna, com ninguém querendo se arriscar. No primeiro ataque colorado, aos três minutos, Jô se armou para arrematar, mas perdeu a bola ante do chute. Os visitantes começaram a gostar do jogo a partir dos 10 minutos de bola rolando, com um lance de Ricardo Goulart, que invadiu a área, foi travado e deixou o rebote para Jô chutar em cima de Renan Rocha.

Em uma rara chegada do Furacão, Paulo Baier cobrou falta, aos 12 minutos, sem problemas para a saída de Muriel. Também de bola parada, Oscar tentou abrir o placar, aos 16 minutos, e parou nas mãos do goleiro atleticano. O Rubro-Negro errava muito no meio-campo, enquanto o Inter aos poucos ia ampliado seu domínio. Aos 24 minutos, Fabrício mandou um petardo e Renan Rocha viu a bola passar raspando a trave.

Mais Inter no ataque e, aos 27 minutos, Jô subiu na área pra desviar de cabeça pela linha de fundo. O Furacão acordou e equilibrou as ações. Aos 37 minutos, Edílson abriu espaço e chutou para muito longe, irritando o torcedor que já pegava em seu pé. Aos 40 minutos, Guerrón recebeu em liberdade e tocou para o fundo das redes. A arbitragem anulou o lance e anotou o impedimento.

No segundo tempo, o Furacão voltou com Marcinho no lugar de Paulinho e Fransérgio no lugar de Renan, que passou mal na volta do intervalo. Logo no primeiro minutos, Paulo Baier fez o cruzamento e Nieto desviou de cabeça ara fora, com perigo. Os gaúchos responderam em uma saída rápida, aos três minutos, com Ricardo Goulart desperdiçando de frente para Renan Rocha, que fez a defesa.

O Internacional também teve um gol anulado, aos nove minutos, com Jô, que recebeu em liberdade e mandou para as redes. Até que aos 13 minutos, o Furacão conseguiu abrir o placar. Nieto, a aposta do técnico Antonio Lopes, subiu na área par atestar para o gol e sair para o abraço. Jô quase empatou três minutos depois em cabeçada que exigiu um milagre de Renan Rocha. Nieto perdeu gol feito aos 21 minutos, se atrapalhando na hora da finta.

A equipe colorada não se cansava de perder boas chances. Aos 28 minutos, Fabrício ajeitou para Jô desviar pela linha de fundo. O ritmo da partida caiu um pouco em sua reta final. Aos 32 minutos, Fabrício fez a jogada individual e Manoel tirou o cruzamento. Nieto perde gols, mas desta vez saiu como herói. Aos 37 minutos, Edílson cruzou na medida e o argentino desviou para o fundo do gol. Aos 45 minutos, para não perder o hábito, Nieto perdeu gol feito. Mas, o resultado estava garantido.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2 x 0 INTERNACIONAL

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 02 de outubro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Paulo Cesar Oliveira
Assistentes: Alessandro A Rocha de Matos e Emerson Augusto de Carvalho
Cartões amarelos: Guerrón, Marcelo Oliveira (Atlético-PR); Guiñazu (Internacional)
Gols: ATLÉTICO-PR: Nieto, aos 13 minutos e aos 37 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Edílson, Manoel, Fabrício e Paulinho (Marcinho); Renan Foguinho (Fransérgio), Cleber Santana, Marcelo Oliveira e Paulo Baier; Nieto e Guerrón (Wendel).
Técnico: Antônio Lopes

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Bolívar, Juan e Fabrício; Guiñazu (João Pualo), Bolatti, Ricardo Goulart (Alex), Oscar e D'Alessandro; Jô
Técnico: Dorival Júnior

Leia tudo sobre: brasileirão 2011atlético-printernacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG