Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-PR vence e está nas oitavas da Copa do Brasil

Com dois gols de Nieto, time paranaense eliminou o Paulista, em Jundiaí, e pega agora Bahia ou Paysandu

Gazeta |

Futura Press
O argentino Nieto comemora um de seus dois gols em Jundiaí
O Atlético-PR se classificou para as oitavas de final da Copa do Brasil ao derrotar o Paulista por 2 a 0, nesta quarta-feira, em Jundiaí. Nieto marcou os dois gols da partida, um em cada tempo, sempre aproveitando cruzamentos de Paulo Baier.

O próximo adversário do time paranaense sai do confronto entre Bahia e Paysandu. Agora, o Atlético-PR volta suas atenções ao Campeonato Paranaense, onde encara no sábado o Operário de Ponta Grossa, na Arena da Baixada.

O jogo
Aprontando uma verdadeira correria para cima do Atlético, o Paulista começou pressionando. Aos dois minutos, Guigov fez boa jogada pela lateral e errou na hora do cruzamento. Aos oito minutos, novamente Guigov, desta vez com um lançamento para Barboza, que entrava com liberdade na defesa, mas foi parado pela arbitragem. Mais Galo no ataque e, aos 11 minutos, Vanderlei mandou a bomba para defesa de Renan Rocha.

O time paranaense aos poucos começava a equilibrar as ações e chegou com perigo pela primeira vez em um chute de Paulo Baier, aos 13 minutos, para boa intervenção de Felipe Alves. Em jogada de bola parada, Madson cobrou falta, aos 18 minutos, e o goleiro paulista fez um verdadeiro milagre, buscando no ângulo. Aos 25 minutos, o maestro rubro-negro cobrou escanteio e Manoel testou firme para outra defesa espetacular.

O Atlético-PR passou a dominar e se aproximava do gol, que saiu aos 26 minutos, com outra cobrança de escanteio de Paulo Baier aproveitada por Nieto, que desviou de cabeça para o fundo das redes. O Paulista tentou responder em cobrança de falta de Baiano, que sobrou para Eli Sabiá, que errou o tempo da bola. Felipe Alves tinha muito trabalho e, aos 39 minutos, mostrou que estava ligado em um chute venenoso de Guerrón.

Na segunda etapa, o Paulista voltou tentando arrancar o empate. Logo no primeiro minuto, Baiano arriscou de longe, mas a bola foi pela linha de fundo. Aos quatro minutos, lateral direito fez o levantamento, Nieto afastou na área e o torcedor ficou pedindo uma penalidade não marcada. Aos poucos, o Rubro-Negro se reencontrava. Aos 10 minutos, Paulinho fez o cruzamento e Nieto cabeceou com muito perigo.

O time visitante começou a pressionar em busca do segundo gol. Aos 16 minutos, Guerrón tirou a defesa e chutou. Felipe Alves desviou pra escanteio. Depois da cobrança, novamente Nieto subiu mais do que a zaga e tocou para o fundo do gol. A equipe de Jundiaí até tentava reagir, mas não mostrava qualidade suficiente para passar pela defesa atleticana. Aos 26 minutos, Baiano chutou forte e isolou.

Na base da bola parada o Atlético assustava. Aos 30 minutos, Paulo Baier cobrou escanteio fechado e a bola bateu no travessão antes de sair. O Galo esteve próximo do gol salvador aos 34 minutos, com Juninho, que recebeu na entrada da área e arrematou para fora, desperdiçando uma das melhores chances do time na partida. Nieto também perdeu o dele, aos 38 minutos, chutando por cima da meta, de frente para o crime. Por sorte não fez falta.

FICHA TÉCNICA - PAULISTA 0 X 2 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Jaime Cintra, em Jundiaí (SP)
Data: 16 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (RJ)
Assistentes: Lilian da Silva Fernandes Bruno e Rodrigo Henrique Correa (ambos do RJ)
Cartões amarelos: Guigov, Baiano (Paulista); Flávio, Renan Rocha, Alê, Robston e Paulo Baier (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Alê (Atlético-PR)

Gols:
ATLÉTICO-PR: Nieto, aos 26 minutos do primeiro tempo e aos 17 minutos do segundo tempo

PAULISTA: Felipe Alves; Weldinho, Eli Sabiá, Henrique e Guigov; Fábio Gomes, João Paulo (Thiago Silva), Baiano e Barboza (Juninho); Vanderlei (Tutinha) e Hernane
Técnico: Wagner Lopes

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Gabriel, Manoel, Flávio (Vítor) e Paulinho; Alê, Robston, Paulo Baier e Mádson (Kleberson); Guerrón (Claiton) e Nieto
Técnico: Geninho

 

Leia tudo sobre: Atlético-PRCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG