Tamanho do texto

Rubro-negro nunca venceu os cariocas em São Januário, e precisa da vitória para avançar na Copa do Brasil

O Atlético Paranaense vai precisar na próxima quinta-feira fazer algo que ainda não fez ao longo da história dos confrontos contra o Vasco : vencer em São Januário. O placar pouco importa, mas a vitória garante a equipe rubro-negra na semifinal da Copa do Brasil.

Para se classificar para a próxima fase da competição nacional, há ainda a alternativa das penalidades. Porém, para que isso aconteça, é necessário que os times empatem por 2 a 2, o mesmo placar da Arena, na semana passada .

Vale lembrar ainda que no histórico geral dos confrontos, o time vascaíno tem retrospecto bastante favorável sobre o time da Arena da Baixada.

Há também a possibilidade de empates a partir do placar de 3 a 3, resultados que classificariam o Atlético-PR por conta dos gols marcados fora de casa.

Porém, os números não são favoráveis ao time paranaense. Em São Januário, somente uma vez o Atlético conseguiu marcar três gols: derrota por 4 a 3, em 1997, também pela Copa do Brasil.

Por isso, a melhor alternativa seria vencer nos 90 minutos e garantir a vaga. Mas aí entra o tabu a favor dos vascaínos, que não conhecem derrota para o Atlético nos seus domínios.

Ao todo foram 14 jogos disputados em São Januário, com 11 vitórias do Vasco e outros três empates. Além disso, no estádio, o time carioca marcou no duelo 30 gols contra 14 do Atlético Paranaense.

Para os atleticanos há ainda a péssima lembrança do jogo de 2004, quando o time lutava pelo título brasileiro, mas perdeu por 1 a 0, deixando o Santos assumir a liderança do campeonato na penúltima rodada e seguir rumo ao título.

Apesar do tabu, quem já passou pelo time da Colina e agora está no Atlético, dá a receita para a superação rubro-negra. “Se a gente tentar colocar o torcedor vascaíno contra o próprio time, acho que isso vai ser um fator bom para a gente. A gente sabe que vai ser difícil. A torcida do Vasco vai comparecer, como sempre comparece, ainda mais quando é decisão assim”, disse o meia Madson.

“A gente sabe da pressão que vai ser, mas o Atlético também é grande, tem sua tradição. A gente tem que sonhar e acreditar que tudo é possível e a gente vai tentar, diante do Vasco, dentro de São Januário, buscar essa classificação”, acrescentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.