Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-PR respira e São Paulo vê Libertadores mais distante

Vitória dos paranaenses na Arena da Baixada veio com gol do equatoriano Guerrón, logo no começo da partida

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

null

Jogando diante da sua torcida, o Atlético-PR se impôs e derrotou o São Paulo por 1 a 0 em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro . O time de Curitiba, apesar da vitória, continua na zona de rebaixamento para Série B, com 37 pontos, enquanto os paulistas estacionaram nos 53 pontos e veem as chaces de chegar à Libertadores de 2012 diminuírem cada vez mais. De quebra, os anfitriões mantiveram o tabu de nunca ter perdido do rival na Arena da Baixada.

Siga o iG São Paulo no Twitter

A primeira etapa foi amplamente dominada pelos donos da casa, que abriram o placar logo aos 10 minutos, com o equatoriano Guerrón. Ele aproveitou um lindo corta-luz do argentino Nieto e tocou por baixo de Rogério Ceni. O São Paulo teve uma boa chance com Fernandinho, mas o Atlético é quem esteve mais próximo de marcar o segundo gol.

Veja como está a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

No segundo tempo, o São Paulo melhorou com as entradas de Marlos e Rivaldo e teve pelo menos três boas chances para empatar. O Atlético se segurou no campo de defesa e conseguia sair com perigo em poucos contra-ataques. Mesmo assim, o time da casa segurou a suada e importante vitória.

No próximo sábado, o São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro para enfrentar o América-MG, no estádio do Morumbi. Já o Atlético-PR joga no dia seguinte, domingo, contra o Cruzeiro, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

O jogo
A partida começou bastante equilibrada, com as duas equipes brigando bastante pela bola, mas chegando pouco ao gol adversário. Isso até os 10 minutos, quando Guerrón abriu o marcador para o Atlético-PR. Após passe da esquerda, o argentino Nieto fez um lindo corta-luz na entrada da área e deixou o equatoriano livre para tocar por baixo de Rogério Ceni.

A resposta do São Paulo veio no minuto seguinte, mas o goleiro Renan Rocha mandou para escanteio um ótimo chute de Fernandinho de fora da área. A reação dos visitantes, porém, ficou nisso, já que os anfitriões continuaram em cima do rival tentando o segundo gol, principalmente com Guerrón pelo lado direito do campo.

Aos 30 minutos, o equatoriano fez mais uma boa jogada pela direita e cruzou para Paulo Baier concluir nas pernas de Rogério Ceni, já dentro da pequena área tricolor. Depois, mais dois lances de perigo para o Atlético. O primeiro num chute de Wendel, com a bola saindo pela linda de fundo; depois com Guerrón, que obrigou Rogério a fazer boa defesa e mandar para escanteio.

AE
Goleiro Rogério Ceni olha a bola entrar na sua meta aos dez minutos de jogo
Na segunda etapa, o Atlético deu mostras de que iria apostar nos contra-ataques logo com três minutos, quando Nieto recebeu em velocidade e chutou para boa defesa de Rogério Ceni. No lance seguinte, o arqueiro são-paulino cortou um cruzamento de Guerrón com os pés. A bola chegaria para Nieto marcar.

Aos 14 minutos, o camisa 1 apareceu mais uma vez ao fazer difícil defesa em cabeçada de Manoel. Preocupado com a superioridade do rival, Leão mexeu na equipe e sacou Casemiro, que já havia entrado na vaga de Carlinhos Paraíba, no 1º tempo, e colocou Rivaldo. Ao mesmo tempo, Marlos também foi para o jogo no lugar de Fernandinho.

O primeiro chute a gol do São Paulo na etapa final aconteceu apenas aos 18 minutos, com Lucas, mas a bola saiu à direita do gol atleticano. Na sequência, Rivaldo encontrou Jean livre na área, mas o lateral chutou fraco e Renan Rocha salvou o Atlético com a ponta dos dedos.

O São Paulo melhorou na partida e passou a pressionar o adversário em seu campo de defesa. Aos 29 minutos, Lucas arrancou da intermediária, fez a finta no defensor e bateu forte da entrada da área. O goleiro atleticano defendeu no canto direito. Nos minutos finais, Rivaldo teve a chance de empatar num chute por cobertura, interceptado pelo arqueiro rival. E ficou nisso.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 x 0 SÃO PAULO

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 16 de novembro de 2011, quarta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires e Jose Maciel Linhares (ambos do ES)
Cartão amarelo: Nieto, Deivid (APR); Lucas, Casemiro, Rhodolfo, Wellington, Marlos, Denilson (SP)

GOL:
ATLÉTICO-PR: Guerrón, aos 10' do 1º tempo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wendel, Manoel, Gustavo e Heracles; Deivid, Marcelo Oliveira, Paulo Baier (Branquinho) e Marcinho (Renan Foguinho); Nieto e Guerrón (Adaílton). Técnico: Antônio Lopes

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Rhodolfo e Cícero; Wellington, Denilson, Carlinhos Paraíba (Casemiro, depois Rivaldo) e Lucas; Fernandinho (Marlos) e Willian José. Técnico: Emerson Leão

Leia tudo sobre: São PauloAtlético-PRBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG