Tamanho do texto

Ordem é manter jogadores no CT constantemente para tentar reverter a péssima situação no Brasileiro

Futura Press
O técnico Antonio Lopes comanda o Atlético-PR na goleada para o Grêmio
A chegada do delegado Antonio Lopes marca também uma nova cartada do Atlético-PR para tentar encontrar uma saída e fugir da crise que ameaça levar a equipe para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Com 18 pontos, o time paranaense é o vice-lanterna e não vence há quatro partidas - perdeu as duas últimas na competição.

A ideia agora é manter os jogadores 24 horas no centro de treinamento, praticamente em regime de concentração permanente até a equipe esboçar reação. A decisão foi tomada entre diretoria e comissão técnica e começa já nesta segunda-feira.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-PR e convide seus amigos

“Concordo com dedicação total e ficou decidido que eles se apresentam, treinam, voltam pra casa e voltam às 22 horas. Daí dormimos no CT. Vai ter que ser assim, no sacrifício. Quem não quiser se sacrificar, a porta de saída é a mesma de entrada”, disse o presidente Marcos Malucelli.

O técnico Antonio Lopes explicou que o objetivo também é recuperar a equipe fisicamente e psicologicamente para que o Atlético encontre forças nos últimos 17 jogos do Brasileirão, já que precisa de um aproveitamento superior a 50% dos pontos.

“Temos que treinar bastante para recuperar muita coisa e para isso é preciso ficar com eles quase que diariamente. É para o jogador ter alimentação balanceada, dormir mais porque o sono pode recuperar”, explicou o delegado.

O treinador acredita que o momento agora é de sacrifício e dedicação para salvar o Atlético-PR do rebaixamento.

“A gente tem que se preocupar daqui até dezembro somente com o clube e ficar voltando único e exclusivamente com o clube e até deixar a família em segundo plano”, disse Lopes.

“A palavra chave é estar 24 horas por dia no centro de treinamento. E é treinamento e recuperação. Já temos um plano preliminarmente traçado e vamos ficar morando no CT até completa recuperação”, acrescentou Marcos Malucelli.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.