Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-PR desencanta fora de casa contra o Atlético-GO

No Serra Dourada, time de Renato Gaúcho mantém sua fase de recuperação no Brasileiro e complica rival

Gazeta |

null

O Atlético Paranaense conseguiu sua primeira vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro 2011 ao bater o xará Atlético Goianiense por 3 a 0, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, dando mais um passo importante em sua recuperação. Com 11 pontos, o time da Arena da Baixada segue na 19ª colocação, mas dá esperanças ao torcedor. O time goiano, com 13 pontos, fica fora da zona da degola apenas pelos critérios de desempate.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-PR ou do Atlético-GO e convide os seus amigos

Dominado a posse de bola desde o início da partida, o Atlético-PR conseguiu abrir o placar apenas aos 43 minutos da primeira etapa, com Fabrício, que apareceu com liberdade no meio da área para desviar para s redes. Depois do intervalo, Manoel, aos 29 minutos, fez o segundo. Fechando a contagem, Kléberson, de fora da área, marcou o seu, aos 35 minutos.

Próxima rodada, o Atlético Goianiense encaro o Bahia, domingo, em partida marcada pra o Estádio Pituaçu, em Salvador. Já o Atlético Paranaense tem pela frente o líder Corinthians, no mesmo dia, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo
O Atlético-PR começou tentando impor seu ritmo e, logo no primeiro minuto, Marcinho arriscou um chute para mostrar o cartão de visitas atleticano, mas pela linha de fundo. Embora a posse de bola fosse maior dos visitantes, isso não se concretizava em oportunidades reais nos minutos iniciais. Kléberson, por exemplo, isolou a bola, aos cinco minutos, errando o alvo por muito.

O time goiano estava perdido em campo e irritava o torcedor a cada lance errado. O Atlético-PR também não estava livre de falhas e, aos 13 minutos, o goleiro Renan Rocha quase entregou o ouro nos pés de Victor júnior, que bateu para fora, desperdiçando o rebote. A partida era chata, truncada no meio-de-campo. Aos 22 minutos, da intermediária, Edilson cobrou falta por cima da meta.

AE
Fabrício (à esquerda) comemora gol com os companheiros

Faltava capricho dos jogadores até mesmo nas bolas paradas. Uma das raras exceções foi a cobrança de escanteio de Victor Junior, aos 25 minutos, na cabeça e Gilson, que parou nas mãos de Renan Rocha. O time paranaense até balançou as redes, aos 34 minutos, mas o árbitro marcou falta de ataque de El Morro Garcia. Sem criatividade, os times apenas chutavam de longe. Aos 40 minutos, Edílson mandou mais uma bola sem perigo. Até que, aos 43 minutos, Edílson cobrou falta, Manoel desviou e Fabrício testou firme para as redes.

Na segunda etapa, o Atlético-GO voltou com Marcão, como a torcida pedida desde a metade da primeira etapa. Aos quatro minutos, Agenor subiu mais do que a zaga paranaense e desviou pela linha de fundo. A equipe da casa voltou com volume de jogo maior, mas não empolgava as arquibancadas. Aos 11 minutos, Felipe pegou sobra de bola com liberdade e o árbitro marcou impedimento.

Veja também: São Paulo vence o Bahia no Morumbi

Fluminense derrota o Inter no Engenhão

Os dois treinadores começaram a queimar as alterações, tentando mudar os rumos da partida. Aos 21 minutos, Joílson levantou na cabeça de Gilson, que desperdiçou a rara oportunidade. O time da casa buscava usar as laterais, explorando o jogo aéreo. Aos 26 minutos, Thiago Feltri cruzou da direita, Marcão não desviou e Vitor Junior, desequilibrado, mandou pela linha de fundo. Na resposta, um minuto depois, Kléberson, de cara para o gol, chutou na rede, pelo lado de fora.

O Furacão ganhou espaço com as investidas dos goianos. Aos 29 minutos, Marcinho encontrou o zaguerio Manoel na área, que não vacilou. Com um chute forte estufou as redes de Márcio. Os visitantes ampliaram com um petardo de Kléberson, de fora da área, aos 35 minutos, aproveitando a zaga aberta. Aos 41 minutos, Marcão tentou descontar em jogada individual, mas não era noite do Dragão.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 x 3 ATLÉTICO-PR

Estádio: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 04 de agosto de2011, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas Da Silva
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Marcio G. Correia Dias
Cartões amarelos: Manoel e Fabrício (Atlético-PR)

GOLS: ATLÉTICO-PR: Fabrício, aos 43 minutos do primeiro tempo; Manoel, aos 29 minutos, e Kléberson, aos 35 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-GO: Márcio; Rafael Cruz (Anaílson), Gílson, Anderson e Thiago Feltri; Agenor, Bida, Joílson e Vítor Júnior (Juninho); Felipe e Anselmo (Marcão)
Técnico: Jairo Araújo

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Edilson, Manoel, Fabrício e Paulinho; Deivid, Cléber Santana, Kleberson (Wendel) e Marcinho; Mádson (Rodriguinho) e El Morro García (Branquinho)
Técnico: Renato Gaúcho

Leia tudo sobre: genetatlético-goatlético-prrenato gaúcho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG