Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-PR cede empate para Bahia em Salvador na Copa do Brasil

Guerrón abriu o placar, mas Camacho igualou em 1 a 1 pelo jogo de ida das oitavas de finais no Pituaçu

Gazeta |

O Atlético Paranaense cedeu o empate em 1 a 1 no final da partida diante do Bahia, no jogo de ida da Copa do Brasil, no Estádio Pituaçu, em Salvador, e perdeu a chance de levar uma vantagem melhor para Curitiba. Ainda assim, o time rubro-negro pode ficar no 0 a 0 em casa que ficará com a vaga para a próxima fase.

Depois de começar a partida de uma forma alucinante, o Atlético deixou o adversário equilibrar a partida e só conseguiu abrir o placar aos 44 minutos do primeiro tempo, com Guerrón, que observou a saída do goleiro para arrematar para o fundo das redes. Aos 40 minutos da segunda etapa, Camacho deixou tudo igual.

As duas equipes voltam a se encontra na próxima quarta-feira, dia 20 de abril, na Arena da Baixada, na capital paranaense. Quem vencer o confronto enfrenta na próxima fase quem passar do duelo entre Vasco da Gama e Náutico.

AE
Guerrón finaliza na partida disputada na Bahia

O jogo
O Atlético não se intimidou com a torcida local e, logo aos dois minutos, mostrou o cartão de visitas com Róbston, que arriscou de fora da área, com algum perigo. Aos cinco minutos, Paulinho cruzou, Guerrón tentou a jogada de efeito e facilitou a recuperação da defesa baiana. O time rubro-Negro pressionava e, aos oito minutos, Guerrón invadiu a área e carimbou a zaga.

O Atlético-PR já mostrava uma nova cara, a apedidos do técnico Adílson Batista. A equipe tricolor, por sua vez, não passava da intermediária no campo de ataque. Aos 10 minutos, Adaílton chutou cruzado e errou o alvo por muito. Aos poucos o sistema defensivo do time da casa ia se acertando, obrigando Guerrón, aos 18 minutos, a arriscar de longe, em cima do adversário. Lesionado, Kléberson deixou o gramado aos 24 minutos para a entrada de Fransérgio.

O ritmo do jogo despencou, com pouca criatividade e lances truncados no meio-campo. Aos 33 minutos, Rafael Santos arriscou um chute cruzado e Omar defendeu. Na resposta, aos 36 minutos, foi a vez de Marcos arrematar de longe para Renan Rocha segurar. Aos 42 minutos, Souza subiu no meio da área após cruzamento perfeito, mas não desviou. O Atlético também teve sua chance e não perdeu. Guerrón recebeu, olhou o goleiro saindo e bateu forte para as redes.

Na segunda etapa, o Bahia começou buscando o empate e, aos dois minutos, Marcos e Souza se esticaram na área para tentar desviar cruzamento e a bola passou por todo mundo. Aos sete minutos, Marcos cobrou falta e Renan Rocha deixou a meta para interceptar. Depois se ser pressionado, o rubro-negro equilibrou as ações. Aos 11 minutos, Guerrón recebeu na área e Thiego dividiu com o equatoriano para salvar.

Os dois treinadores mexeram nas equipes buscando um novo gás para a reta final do jogo. Aos 17 minutos, Maurício abriu espaço mas, na hora do chute, acertou o defensor atleticano. Tentando resolver sozinho, Guerrón partiu com a bola e chutou cruzado, para ninguém. Deivis também sentiu uma lesão e deixou o gramado, aos 24 minutos, para a entrada de Gabriel no Atlético.

O time tricolor ainda acreditava e começou a pressionar novamente. Aos 32 minutos, Maurício mandou a bomba da entrada da área e a bola passou raspando. Boquita também experimentou de longe, sem sucesso. Até que, aos 40 minutos, Camacho acertou um belo tiro, no cantinho esquerdo de Renan Rocha, que não teve chances de defesa. Aos 45 minutos, ainda deu tempo para Zezinho chutar cruzado e obrigar o goleiro atleticano a afastar.

FICHA TÉCNICA - BAHIA 1 x 1 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Pituaçu, em Salvador (BA)
Data: 13 de abril de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho
Auxiliares: Alex Alexandrino e Rogerio Pablos Zanardo
Cartões amarelos: Rafael Jataí (Bahia); Róbston e Guerrón (Atlético-PR)

GOLS: BAHIA: Camacho, aos 40 minutos do segundo tempo. ATLÉTICO-PR: Guerrón, aos 44 minutos do primeiro tempo

BAHIA: Omar; Marcos, Thiego, Titi e Dodô; Marcone (Boquita) , Rafael Jataí, Ramon (Maurício) e Camacho; Souza (Rafael) e Zezinho. Técnico: Chiquinho de Assis (interino)

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz, Dalton , Rafael Santos e Paulinho; Deivid (Gabriel), Robston, Kleberson (Fransérgio) e Mádson (Pimba); Guerrón e Adailton. Técnico: Adilson Batista

Leia tudo sobre: atlético-prcopa do brasil 2011bahiaguerroncamacho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG