Derrota por 1 a 0 no primeiro jogo no Rio não tirou confiança dos atleticanos na Copa Sul-Americana

Apesar de largar com o pé esquerdo na Copa Sul-Americana, os jogadores do Atlético-PR acreditam que podem conseguir a classificação à segunda fase. Na noite dessa quarta-feira, no Engenhão, no Rio, o time paranaense acabou perdendo para o Flamengo , por 1 a 0.

"É sim, é possível reverter. O Flamengo tem qualidade, mas o Atlético mostrou que tem qualidade também. Na próxima partida vamos buscar recuperar", avaliou o volante Wendel.

"Tentei minhas jogadas. Tenho consciência de que não joguei o meu 100%. Queria ter saído com a vitória, mas tem que aproveitar a oportunidade. Na Arena somos fortes, há o peso da torcida e vai ser outro jogo", disse o lateral Marcelo Oliveira.

Para o zagueiro Gustavo, a equipe teve um bom comportamento, principalmente pela falta de entrosamento dos atletas que entraram em campo. No entanto, ele acredita que o time terá que ser mais ousado na Arena.

"Podemos reverter em Curitiba. Jogamos bem, fizemos uma boa partida, mas temos que ter uma postura um pouco mais ofensiva para bater o Flamengo", disse.

"Eles não tiveram grandes chances, somente depois que entraram o Ronaldinho e o Thiago Neves. Mas também tivemos chances, mas o entrosamento pesa, nunca jogamos juntos. Devido a ausências, o Renato colocou uma equipe mais precavida", acrescentou.

Mesmo com a derrota, o técnico Renato Gaúcho gostou da equipe atleticana. Para ele, o empate seria um resultado mais justo pelo apresentado pelo Atlético-PR.

"A equipe criou, mas infelizmente no final do jogo tomamos o gol. Agora é continuar o trabalho para reverter em Curitiba. Gostei da equipe, houve entrega, o entrosamento não é o ideal, mas merecíamos uma sorte melhor", analisou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.