Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG volta a jogar muito mal e apenas empata com o Uberaba

Tropeço em casa complica o time alvinegro na briga com Cruzeiro e América-MG pela liderança do Estadual

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

nullA meta era vencer o Uberaba e retomar o bom futebol, mas o Atlético-MG não conseguiu cumprir nenhum dos objetivos traçados pelo técnico Dorival Júnior e apenas empatou por 1 a 1 com o Uberaba, nesta quarta-feira, em Sete Lagoas. Os gols da partira foram marcados por Ricardo Bueno e Marcinho.

Com o resultado, o Atlético-MG fica dois pontos atrás do rival Cruzeiro. Mas o pior de tudo para os atleticanos é que o time voltou a jogar mal.

O jogo

AE
Jogadores comemoram o gol do Atlético-MG
Assim como ocorreu nas partidas anteriores, o Atlético-MG entrou em campo sonolento. O time alvinegro não conseguiu acertar os passes e não pressionava o Uberaba, apesar de jogar diante de sua torcida. Ao poucos a equipe do Triângulo Mineiro foi gostando da partida e a primeira boa oportunidade foi do time visitante. O lateral-direito Maurinho tentou cruzar e quase encobriu o goleiro Renan Ribeiro, que fez boa defesa.

A confiança do Uberaba era tanta no começo de partida, que aos 11 minutos o atacante Cristiano Brasília arriscou do meio-de-campo e quase surpreendeu o goleiro atleticano. O Atlético-MG só conseguiu ameaçar o gol defendido por Fernando aos 17 minutos, quando Ricardinho cobrou uma falta da entrada da área e a bola passou com perigo.

Jóbson e Ricardo Bueno tentavam, mas não conseguiu finalizar. As jogadas mais agudas do Atlético-MG eram somente com Ricardinho. O camisa 10 atleticano tentou bater de primeira, aos 23 minutos, pegando rebote da defesa, mas novamente a bola passou perto do gol. Dois minutos depois, a melhor jogada do ataque alvinegro, troca de passes entre Serginho, Jóbson e Renan Oliveira, que ajeitou e Ricardinho chutou bem, mas o goleiro Fernando fez grande defesa.

Renan Oliveira e Ricardo Bueno ainda tiveram boas oportunidades na primeira etapa, mas ambos finalizaram mal e o Uberaba conseguiu segurar o empate sem gols. Mais uma vez o Atlético-MG encerrava o primeiro tempo com uma atuação abaixo esperado.

Para mudar o jogo, assim como foi na vitória sobre o Villa Nova-MG, o técnico Dorival Júnior voltava para a etapa final com Mancini no time. A alteração surtiu efeito e logo aos quatro minutos o Atlético-MG conseguiu abriu o placar. Mancini participou da jogada, que terminou em uma bela cabeçada de Ricardo Bueno, depois do cruzamento de Jóbson.

No entanto o bom futebol atleticano se resumiu aos primeiros minutos do segundo tempo. O Uberaba não se intimidou com o placar e foi buscar o empate. Cinco minutos depois o time do Triângulo Mineiro conseguiu o empate, com Bruno, que teve de chutar duas vezes para vencer o aniversariante Renan Ribeiro.

O Atlético-MG esteve perto de marcar novamente, logo depois de sofrer o gol de empate. Em mais uma jogada aérea, o zagueiro Réver cabeceou a bola no travessão. A sorte não acompanhou o time alvinegro no lance e também no minuto seguinte, quando Mancini deixou o campo com dor na coxa direita. Aos 20 minutos, outra boa jogada do Atlético-MG, lindo passe de Renan Oliveira e conclusão de Magno Alves, que foi travado e conseguiu somente o escanteio.

Encurralado no campo de defesa, restava ao Uberaba os contra-ataques. O técnico Nenê Belarmino tirou um zagueiro e colocou um meia, acreditando que era possível vencer. E aos 28 minutos o atacante Marcinho, apesar de não ter nem 1,70m, ganhou do grandalhão Réver na bola alta e acertou uma cabeçada na trave.

Os minutos finais foram de pressão do Atlético-MG, mas um time desentrosado, que ia para o ataque na base da força e do peso da camisa. O Uberaba, por sua vez, já não conseguiu sair para os contra-ataques e se defendia como podia. A desorganização atleticana era tamanha, que mesmo contra um time recuado, os atacantes alvinegros ficaram impedidos em pelo menos cinco oportunidades.

Se contra o Villa Nova-MG foram cinco minutos e o time conseguiu virar o jogo, o mesmo não ocorreu contra o Uberaba. O Atlético-MG teve quatro minutos para tentar fazer o gol da vitória, mas nem sequer conseguiu chutar a gol. Agora, com 17 pontos, a primeira colocação no Campeonato Mineiro está praticamente descartada. Já o Uberaba conseguiu um ponto precioso fora de casa e se afasta da zona de rebaixamento.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG 1 X 1 UBERABA

Local:
Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG
Data: 23 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Renda: R$ 20.375,00
Público: 4.263 pagantes
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Assistentes: Marcus Vinícius Gomes e Janette Mara Arcanjo

Cartões Amarelos: Leonardo Silva (CAM); Ricardo, Felipe, Marcinho e Balduíno (UBE)
GOLS:
ATLÉTICO-MG: Ricardo Bueno, aos 4 do segundo tempo
UBERABA: Bruno, aos 9 do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Bernard, Réver, Leo Silva e Richarlyson; Toró (Mancini) (Neto Berola), Serginho, Ricardinho e Renan Oliveira; Jóbson (Magno Alves) e Ricardo Bueno
Técnico:
Dorival Júnior

UBERABA: Fernando; Ricardo, Felipe (Alemão) (Hugo Alexandre) e Rodrigão; Maurinho, Balduíno, Gabriel, Rômulo (Juninho Cearense) e Bruno; Cristiano Brasília e Marcinho
Técnico: Nenê Belarmino

Leia tudo sobre: Atlético-MGCampeonato Mineiro 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG