Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG volta a dominar o jogo, mas apenas empata com o Bahia

Em jogo de 24 finalizações do time alvinegro contra seis da equipe tricolor, arbitragem ruim é destaque

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Mais uma vez o Atlético-MG dominou a partida e não conseguiu vencer. Assim como foi diante do São Paulo, quando perdeu, no empate deste domingo, em 1 a 1, com o Bahia, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o time mineiro criou muitas chances, mas marcou apenas uma vez, com o atacante Neto Berola. Souza, em cobrança de um pênalti inexistente, fez o gol do time da casa.null

Os números do Footstats mostram claramente o amplo domínio que o Atlético-MG teve. Enquanto o time de Dorival Júnior teve 56% de posse de bola, o Bahia conseguiu finalizar apenas seis vezes, contra 24 do time alvinegro. Apesar de mais uma boa atuação, a lamentação por mais dois pontos perdidos e contra o árbitro Marcos André. “Fizemos uma grande partida, não ganhamos por conta desse juiz aí. Trabalhamos duro durante a semana e vem um cara e atrapalha tudo”, disse o atacante Neto Berola, que foi expulso no final da partida.

Já o Bahia segue sem vencer no seu retorno à Série A. São apenas dois pontos em quatro jogos e mais uma rodada dentro da zona de rebaixamento. O Atlético-MG, apesar do resultado, permanece dentro do G4.

O jogo

Com o domínio do jogo desde os primeiros minutos, o Atlético-MG teve a primeira chance de marcar logo aos três, quando Magno Alves cabeceou para fora depois de cruzamento de Mancini. A resposta do Bahia foi dois minutos depois, quando um impedimento mal marcado tirou o gol de Fahel. Nada que mudasse as posturas das duas equipes, com o Atlético-MG chegou muito mais ao ataque. O goleiro Marcelo Lomba seguia em tarde feliz e também com ajuda da trave, que evitou o gol de Mancini.

O Bahia, por sua vez, seguia sem força para ameaçar o time atleticano. O atacante Jóbson recebia marcação especial, enquanto Ricardinho demonstrava clara falta de ritmo de jogo e não conseguia armar o time baiano. Se nos primeiros minutos o Bahia teve um gol anulado, o mesmo ocorreu com o Atlético-MG. Leonardo Silva pegou um rebote de Marcelo Lomba e fez um gol de bicicleta, mas o árbitro Marcos André entendeu como jogada perigosa. Apesar da maior posse de bola e das inúmeras finalizações, o Atlético-MG apenas empatou sem gols no primeiro tempo.

No começo do segundo tempo, o maior erro do árbitro capixaba Marcos André. O juiz viu pênalti de Leonardo Silva e cortou um chute de Lulinha, mas não com a mão, como foi assinalado. Souza bateu bem o pênalti e colocou o Bahia na frente. Se no primeiro tempo o Atlético-MG já teve maior qualidade e posse de bola, não foi diferente enquanto esteve atrás do marcador. Marcelo Lomba seguia parando o ataque alvinegro. Neto Berola teve uma chance clara, mas isolou.

Com Giovanni Augusto apagado, Dorival Júnior colocou Daniel Carvalho, quase um mês sem jogar. O meia entrou bem e deu maior qualidade no passe. As melhores oportunidades atleticanas sempre passavam pelos pés do camisa 83, que deixou Neto Berola em ótima condição para empatar. Os minutos finais foram de pressão por parte do Atlético-MG, mas novamente o bandeira Rodrigo Fabiano errou a marcação de um impedimento e a virada não aconteceu. O gol de Dudu Cearense foi anulado.

No fim o atacante Neto Berola ainda foi expulso, dando ao Bahia alguns minutos de esperança. Mesmo com um jogador a menos, o Atlético-MG continuou melhor em campo e teve duas ótimas oportunidades, com Mancini e Leandro, mas ambos chutaram para fora. No fim um empate em 1 a 1, com muita lamentação por parte dos alvinegros.

FICHA TÉCNICA – BAHIA 1 X 1 ATLÉTICO-MG
Local:
Pituaçu, em Salvador-BA
Data: 12 de junho de 2011, domingo
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Rodrigo Fabiano da Silva Ramires (ES) e Thiago Brígido (CE)
Cartões Amarelos: Diones, Titi e Jóbson (BAH); Richarlyson, Daniel Carvalho e Leonardo Silva (CAM)
Cartão Vermelho: Neto Berola (CAM)

GOLS:
BAHIA: Souza, aos 5 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Neto Berola, aos 31 minutos do segundo tempo

BAHIA: Marcelo Lomba; Jancarlos, Thiego (Paulo Miranda), Titi e Ávine, Fahel, Diones, Ricardinho e Lulinha, Jóbson e Souza (Jones). Técnico: René Simões

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Rafael Cruz, Réver, Leonardo Silva e Leandro; Richarlyson (Dudu Cearense), Serginho, Toró (Neto Berola) e Giovanni Augusto (Daniel Carvalho); Mancini e Magno Alves. Técnico: Dorival Júnior

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Bahia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG