Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG vence, mas joga mal e não evita jogo de volta

Equipe mineira reclama bastante da arbitragem, que se confundiu na marcação de impedimentos do adversário

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Não foi tão fácil como o esperado. O Atlético-MG venceu o IAPE-MA por 3 a 2, no Nordeste, mas vai ter de fazer o jogo da volta contra a equipe do Maranhão. Mesmo jogando muito mal, o time alvinegro venceu com gols de Renan Oliveira, Diego Tardelli e Ricardo Bueno. Vanvan marcou os dois da equipe maranhense.

Além da virada atleticana, o destaque da partida também ficou por conta dos erros do árbitro Andrey Silva e do auxiliar José Costa, que chegaram a marcar um impedimento do ataque do IAPE-MA, mas depois validar o gol de Vanvan.

Mas, antes do jogo de volta com o IAPE o Atlético-MG faz o clássico com o América-MG pelo Estadual. A partida vai ser disputada na Arena do Jacaré, às 16h, deste domingo.

O jogo
O Atlético-MG começou o jogo melhor e marcou logo aos seis minutos, com Renan Oliveira, depois de passe dado por Magno Alves. O gol logo no início deu a impressão que a partida seria fácil para o time mineiro. Porém a equipe do técnico Dorival Júnior ficou nisso e parou de jogar futebol. O IAPE-MA começou a gostar do jogo e chegar perto do gole de Renan Ribeiro.

Futura Press
Diego Tardelli marcou um gol na vitória do Atlético-MG sobre o IAPE, no Maranhão
Tanto que o empate saiu aos 15 minutos. O zagueiro Carlinhos fez falta em Renan Ribeiro e o goleiro do Atlético-MG soltou a bola nos pés de Vanvan, que empurrou para o gol livre. O empate deu moral ao time da casa, que passou a chegar na base da empolgação. Vanvan esteve perto de virar o jogo, aos 19 minutos, mas a bola bateu na trave.

As chegadas do Atlético-MG eram lentas e esporádicas. Em outro ritmo, o IAPE-MA não queria saber o peso da camisa do outro lado e partida em busca da virada, que veio aos 38 minutos. O auxiliar levantou a bandeira e o juiz apitou, mas Vanvan não quis nem saber e chutou para marcar. O estranho foi a reação de José Costa, que abaixou a bandeira e correu para o meio, validando o gol.

Com pouco futebol e nervoso em campo, o Atlético-MG reclamou demais da arbitragem e terminou o primeiro tempo atrás no marcador. A conversa no vestiário parece ter dado resultado, e logo aos 30 segundos veio o novo empate, com gol de Diego Tardelli.

O Atlético-MG estava bem melhor do que na primeira etapa, mas ainda bem longe daquele time que está com 100% de aproveitamento no Campeonato Mineiro. Aos 20 minutos o time atleticano até conseguiu marcar, mas Ricardo Bueno estava impedido.

Foi através do próprio Ricardo Bueno que o Atlético-MG conseguiu o gol da vitória. O atacante contou com falha do goleiro Flauberth, depois de chutar de fora da área aos 31 minutos. A partir de então o Atlético-MG pressionou para tentar eliminar o jogo de volta, ao mesmo tempo que dava espaço para os contra-ataques puxados por Vanvan, que quase marcou o terceiro dele aos 36 minutos.

Aos 43 o atacante Neto Berola teve a melhor oportunidade para fazer o resultado que o Atlético-MG precisava, mas Flauberth fez grande defesa e garantiu o jogo de volta. IAPE-MA e Atlético-MG vão se enfrentar na próxima quarta-feira, na Arena do Jacaré.

FICHA TÉCNICA
IAPE-MA 2 X 3 ATLÉTIC
O-MG

Local: Estádio Nhozinho Santos, em São Luis-MA
Data: 23 de fevereiro de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Renda: Não divulgada
Público: Não divulgado
Árbitro: Andrey Silva (PA)
Assistentes: José Costa (PI) e Francisco Gaspar (PI)

Cartões Amarelos: Robson, Aldinho e Hans Muller (IAP); Zé Luis, Jackson e Ricardinho (CAM)

GOLS:
IAPE-MA: Vanvan, aos 15 e aos 38 minutos do primeiro tempo
ATLÉTICO-MG: Renan Oliveira, aos 6 minutos do primeiro tempo; Diego Tardelli, a 1 e Ricardo Bueno a 31 minutos do segundo tempo

IAPE-MA: Flauberth, Daniel , Carlinhos e Hans Muller; Arcinho, Pires (Aldinho), Curuca, Valbson (Hiltinho) e Bruno Paiva (Tica); Vanvan e Robson
Técnico:
Paulo Cabrera

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Jackson, Réver, Werley e Leandro; Zé Luis, Serginho, Renan Oliveira (Neto Berola) e Ricardinho (Wesley); Magno Alves e Diego Tardelli
Técnico:
Dorival Júnior

Leia tudo sobre: Atlético-MGCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG