Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG projeta reação com dois jogos seguidos dentro de casa

Magno Alves classifica como descarregar um caminhão de brita os próximos compromissos do time atleticano

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Com apenas 46% de aproveitamento como mandante e a 14ª melhor campanha dentro de casa, o Atlético-MG espera aproveitar os dois jogos seguidos diante da torcida para se distanciar de vez da zona de rebaixamento. As próximas partidas do time atleticano são contra Vasco e Fluminense, ambas no Ipatingão . Na Arena do Jacaré foram cinco jogos até o momento, com sete pontos conquistados, com duas vitórias, um empate e duas derrotas.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

Apesar de ser mandante, o atacante Magno Alves descarta qualquer possibilidade de jogo mais fácil para o Atlético-MG. No entanto o camisa 11 atleticano não quer saber de perder mais pontos dentro de casa, já foram oito, mais do que os conquistados.

“Temos dois caminhões de brita para a gente descarregar. Mas agora temos de fazer a nossa parte. É aquilo que a gente sempre fala, que não podemos perder pontos dentro de casa. Aquilo já ocorreu anteriormente, mas agora temos de pensar nesses dois jogos decisivos dentro de casa”.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Se a sequência contra Vasco e Fluminense é dentro de casa, depois o Atlético-MG sai para jogar contra Palmeiras e Grêmio . A sequência é a mais difícil para a equipe de Dorival Júnior, já que em nenhum outro momento o time alvinegro enfrenta tantos times grandes numa mesma sequência, que começou na partida contra o Santos.

Apesar do peso das camisas dos próximos adversários, o zagueiro Réver não acredita que isso torne as partidas mais complicadas. Para o capitão atleticano, o empenho e a vontade são iguais em todas as partidas do Campeonato Brasileiro.

“Não é porque temos Vasco, Fluminense, Palmeiras e Grêmio que vão ser jogos duros. No Campeonato Brasileiro todos os jogos são iguais, pela vontade. Não é porque são clubes grandes que vamos menosprezar as demais equipes. Até acho que temos jogador melhor contra as equipes consideradas grandes. Espero que a gente possa levar sorte nos próximos jogos e ter a postura que tivemos diante do Santos”.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG