Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG não suporta a pressão do Figueirense e leva a virada

Depois de um bom primeiro tempo, time mineiro não joga no segundo e deixa escapar três pontos preciosos

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Depois de três grandes atuações, o Atlético-MG teve um atuação bem abaixo do que apresentou nas rodadas anterior e foi derrotado pelo Figueirense por 2 a 1. O time visitante saiu na frente com gol de Werley , mas a equipe catarinense virou Wellington Nem e Júlio César . Com mais três pontos, o Figueirense dorme do G-4, com 56 pontos. Já o Atlético-MG, não pode confirmar a fuga do rebaixamento contra o Coritiba, na próxima rodada.

Veja também: Figueirense entra no G-4. Veja a classificação atualizada

null

De igual, as duas equipes vão passar o domingo na frente da televisão. O Figueirense torcendo contra os times que estão na parte de cima da tabela. E olha que já foi ajudado pelo América-MG, que derrotou o Fluminennse, no Engenhão. Para se manter no G-4, o time de Jorginho torce contra Flamengo e Botafogo.

Já o Atlético-MG vai torcer contra Bahia, Ceará, Cruzeiro e Atlético-PR. Mas mesmo que todos sejam derrotados, o Atlético-MG não vai poder confirmar sua presença na Série A contra o Coritiba, grande desejo do elenco e da torcida alvinegra.

O jogo

Mesmo fora de casa, foi o Atlético-MG que chegou pela primeira vez no gol adversário. Bernard, André e Carlos César tiveram a oportunidade chutar, mas nenhuma foi com perigo ao gol de Wilson. Com o time bem postado, a equipe mineira não dava espaços ao Figueirense, que não conseguia ameaçar o gol de Renan Ribeiro.

Embora não tivesse a velocidade de partidas anteriores, o Atlético-MG não dava ao Figueirense espaço para jogar. Assim, o time visitante cozinhava a partida, já que o empate não era considerando um resultado ruim. E foi numa bola parada que o Atlético-MG conseguiu sair na frente. Daniel Carvalho cobrou escanteio e Werley cabeceou, aos 37 minutos.

Só então o Figueirense conseguiu chegar ao gol de Renan Ribeiro. Primeiro com Wellington Nem, mas o goleiro atleticano fez boa defesa. No último minuto do primeiro tempo foi a vez de Júlio César tirar os dois zagueiros do Atlético-MG e chutar para fora, mesmo sozinho com o arqueiro adversário.

A pressão da equipe catarinense só aumentou no segundo tempo, com a entrada de Fernandes na vaga de Túlio. Em seis minutos o Figueirense criou duas boas chances, mas Wellington Nem e Elias chutaram para fora. E foi num lance sem perigo, num chute fraco de Wellington Nem que a equipe da casa empatou. Renan Ribeiro foi errado e não defendeu a bola.

O que se viu a partir de então foi uma pressão gigante do Figueirense. Helder, Júlio César e Fernandes tiveram chance de virar a partida. Apenas o último conseguiu acertar o gol, mas Renan Ribeiro fez um grande defesa. Depois de 20 minutos de pressão, o Atlético-MG conseguiu equilibrar o jogo, com as entradas de Dudu Cearense e Serginho, que deram mais força de marcação ao time de Minas Gerais.

Se o Atlético-MG se fechava para segurar um ponto, Jorginho colocava mais atacantes em campo. Entraram Aloísio e Héber, pois a Libertadores é a meta da equipe catarinense. E a pressão deu certo. Aos 42 minutos a defesa do Atlético-MG deixou Júlio César sozinho dentro da área e o atacante do Figueirense virou o jogo. Sem força ofensiva para atacante, a equipe de Cuca até que tentou, mas não conseguiu voltar para Belo Horizonte com o ponto que foi buscar.

FICHA TÉCNICA – FIGUEIRENSE 2 X 1 ATLÉTICO-MG
Local:
Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC
Data: 12 de novembro de 2011, sábado
Horário: 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Cléber Wellington Abade (SP)
Auxiliares: Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP) e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões Amarelos: Ygor (FIG); Pierre, Carlos César, Daniel Carvalho, Dudu Cearense (CAM)

GOLS:
FIGUEIRENSE: Wellington Nem, aos 6 minutos do segundo tempo
ATLÉTICO-MG: Werley, aos 37 minutos do primeiro tempo

FIGUEIRENSE: Wilson; Bruno, Roger Carvalho, Edson e Helder; Ygor, Túlio (Fernandes), Coutinho e Elias (Aloísio); Wellington Nem (Héber) e Júlio César.
Técnico: Jorginho

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Carlos César, Réver, Werley e Triguinho; Pierre, Fillipe Soutto (Serginho), Richarlyson (Dudu Cearense) e Daniel Carvalho (Marquinhos Cambalhota); Bernard e André.
Técnico: Cuca.

 

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Figueirense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG