Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG lembra do primeiro turno para vencer o Bahia na Arena

No jogo disputado em Salvador, a equipe atleticana finalizou 24 vezes, mas não conseguiu apenas um empate

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

No reencontro com o Bahia , neste domingo, às 18h, na Arena do Jacaré, o Atlético-MG quer ter melhor desempenho do que teve no primeiro turno. Na partida disputada em Pituaçu, dia 12 de junho , o time mineiro finalizou 24 vezes, 18 a mais do que o Bahia, mas apenas empatou em 1 a 1. Em nenhuma outra partida o Atlético-MG chutou tantas vezes a gol neste Brasileirão.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

O drama de finalizar mal acompanha o Atlético-MG desde as primeiras rodadas. Com a possibilidade de sair da zona de rebaixamento, os atleticanos querem melhorar a pontaria. No entanto, os atacantes atleticanos não fazem gols desde 18ª rodada. Com o jogo pela Sul-Americana, já são cinco partidas sem marcar.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

Flickr/Clube Atlético Mineiro
Cuca não tem mostrado preocupação com a falta de gols dos atacantes do Atlético-MG
Porém, o técnico Cuca não se mostra preocupado com o jejum de seus avançados. Para o treinador do Atlético-MG, o time tem evoluído e logo os homens de frente vão fazer os gols que não saíram nas últimas partidas. “A última preocupação que tenho é quem vai fazer o gol da vitória. Pode ser gol contra que vai ser 1 a 0 para a gente, o que precisamos. Em outra situação é diferente, hoje não. Na situação que nos encontramos, melhorando em todos os sentidos, até na classificação, então as coisas vão se encaixar ao natural. Não podemos passar por cima de etapas, querer que o atacante faça o gol e não o Réver de cabeça. O importante é fazer um gol, não importante quem, e não levar nenhum gol”.

Confirmado na partida contra o Bahia, o atacante Neto Berola espera colocar fim ao jejum dos atacantes alvinegros. No primeiro turno, foi dele o gol do Atlético-MG diante do Bahia. “Esse jogo é uma final de campeonato. Se vencer vamos sair do rebaixamento. No primeiro turno eu fiz um gol e espero que no segundo não seja diferente. Espero fazer mais um gol e sair com a vitória”, disse Neto Berola, que lamenta o juiz ter dado gol contra na partida diante do Avaí .

“Contra o Avaí eu fui feliz na jogada, mas o juiz não meu deu o gol. Estamos sempre ajudando. Quando o ataque não faz, a zaga vai e faz. O importante é que estamos ajudando na marcação e quando sobrar uma bolinha, o ataque vai fazer o gol”.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011CucaNeto BerolaBahia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG