Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG enfrenta a Caldense por classificação e fim da crise

Eliminado na Copa do Brasil, resta ao time da capital a conquista do Campeonato Mineiro, agora obrigação

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Para espantar a crise e confirmar a classificação no Campeonato Mineiro, o Atlético-MG vai até Poços de Caldas, neste domingo, para enfrentar a Caldense, no Estádio Ronaldo Junqueira, às 16h. Com 20 pontos e mais duas partidas para disputar pela primeira, o time da capital precisa de pelo menos um triunfo para garantir presença na semifinal da competição.

O time vai ser praticamente o mesmo que começou a partida contra o Grêmio Prudente, na última quarta-feira. A única modificação vai ser a entrada de Mancini no lugar de Ricardo Bueno. Assim, Magno Alves assume a função de centroavante do Atlético-MG.

“Acredito que vai ter poucas mudanças no time a partir de agora, vai ser um ou outro jogador, pelo que o Dorival conversou com a gente, agora é procurar entrosar mais, acostumar com esta equipe, que vai jogar agora”, disse o meia Renan Oliveira.

Com crise ou sem crise, Dorival Júnior não espera uma partida fácil diante da Caldense e garante que o time Poços de Caldas não vai encontrar um time abatido pela queda na Copa do Brasil. Depois da partida contra o Grêmio Prudente, o Campeonato Mineiro ganhou outro tratamento na Cidade do Galo. De mais uma competição, para obrigação.

Futura Press
Mancini vai ser titular do Atlético-MG pela primeira vez em seu retorno ao clube
“É um momento difícil e complicado, assim será para todas as equipes, não haverá jogos fáceis. O nível do campeonato tende a aumentar. Mesmo com o Atlético vivendo uma situação ruim, isso não quer dizer que os adversários terão vida fácil. Vamos nos preparar o máximo possível, para que tenhamos uma fase semifinal bem diferente dos últimos jogos”.

Se o Atlético-MG joga por uma vitória para garantir sua classificação à semifinal do Mineiro, a Caldense já não tem mais chances de avançar. No entanto, o time de Poços de Caldas vive uma situação confortável, já que somente uma série de goleadas contra e outras dos concorrentes o levaria à segunda divisão do estadual.

Sem ilusão

Apesar de ainda ter chances de terminar a primeira fase na ponta, o que garantiria o Atlético-MG a vantagem de jogar por empates na semifinal e na final, o técnico Dorival Júnior sabe que dificilmente o Cruzeiro vai perder o posto. Com cinco pontos na frente e um jogo por fazer, basta ao time de Cuca empatar contra o Uberaba, na última rodada.

Já o Atlético-MG jogaria por duas vitórias, contra Caldense e América-TO, e ainda dependeria de uma derrota do Cruzeiro no Triângulo Mineiro. Sendo assim, Dorival Júnior quer garantir pelo menos o segundo lugar. Nesse caso a briga é com o América-MG, e bastaria que o Atlético-MG vencesse as duas partidas para confirmar pelo menos a segunda colocação.

“O nosso objetivo, no mínimo, seria manter essa posição que estamos nesse momento. O Cruzeiro só depende dele para confirmar o primeiro lugar, mas brigaremos até o último momento pela melhor colocação”.

FICHA TÉCNICA – CALDENSE X ATLÉTICO-MG
Local:
Ronaldo Junqueira (MG)
Data: 10 de abril de 2011, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Renato Cardoso Conceição
Assistentes: Marconi Helbert Vieira e Frederico Soares Vilarinho

CALDENSE: Glaysson; Rodrigo Dias, André Alves, Rafael Dias e Márcio Loyola; Maxsuel, Jardel, Veieira e Luisinho; Fernando Gaúcho e Chimba.
Técnico: Roberto Fonseca.

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Rafael Cruz, Réver, Leonardo Silva e Guilherme Santos; Serginho, Fillipe Soutto, Jackson e Renan Oliveira; Mancini e Magno Alves.
Técnico: Dorival Júnior.

Leia tudo sobre: Atlético-MGCampeonato Mineiro 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG