Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG e São Paulo se enfrentam em jogo que vale a liderança

Partida que vai ser disputada na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, vai determinar novo líder do Brasileiro

Victor Martins e Mario André Monteiro, iG Esporte |

Em jogo que vale a liderança do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG recebe o São Paulo , às 21h50, na Arena do Jacaré, pela terceira rodada da competição. As duas equipes são as únicas que continuam com 100% de aproveitamento no campeonato, com duas vitórias em dois jogos, e uma delas vai terminar na liderança, não importa qual seja o resultado. Vantagem para o time de casa, que pode empatar por ter maior saldo de gols, cinco contra três.

Enquanto o São Paulo tem uma série de desfalques , até mesmo no banco de reservas, com a ausência de Rivaldo , o Atlético-MG não conta apenas com o atacante Guilherme e ainda tem reforço no banco, com Dudu Cearense, relacionado pela primeira vez . Para quebrar um tabu de 31 anos sem começar o Brasileiro com três vitórias , o Atlético-MG conta com as dicas de Richarlyson , campeão mundial e brasileiro na época de Morumbi.

Já o São Paulo vai repetir a mesma escalação que usou na primeira rodada e venceu o Fluminense , no Rio de Janeiro, por 2 a 0. O meia Lucas participou da festa de despedida de Ronaldo, f oi convocado para a Copa América , mas é presença confirmada. Para o atacante Dagoberto , apesar de o time jogar com apenas um atacante, o importante é conseguir mais três pontos.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

“Tudo é válido quando vem o resultado. No meu ponto de vista fizemos um excelente jogo contra o Fluminense, quando vários fatores estavam contra, marcamos de uma forma excelente e esperamos ter sucesso outra vez. Deu certo, mas temos que conversar em campo para continuar dando certo”.

Ponto forte do Atlético-MG nas primeiras rodadas, a jogada aérea mais uma vez vai ser arma do time atleticano , tanto que Carpegiani treinou bastante a jogada , para tentar anular o ponto forte do rival. “Pelo que a gente viu, a bola aérea e uma jogada forte deles. Os zagueiros chegam na área para cabecear e temos que tomar cuidado”, disse o zagueiro Luiz Eduardo , do São Paulo.

Se no São Paulo o trabalho é para anular o ataque aéreo do Atlético-MG, na Cidade do Galo os dez dias entre o triunfo sobre o Avaí e o jogo desta quarta-feira foram para dar base ao time. Dorival Júnior não quer saber de favoritismo e não entra na empolgação da torcida, que vai lotar o estádio . Apesar de duas boas vitórias, o treinador alvinegro pede uma regularidade para a sua equipe, que vai ter o compromisso mais difícil até o momento .

“O campeonato está apenas no início, muita coisa vai acontecer ainda. Temos que ter uma melhora acentuada. O que vai fazer a diferença é a regularidade. Não é o momento ainda para que se coloquem ou tenham o Atlético-MG como uma equipe que já esteja totalmente preparada. Tudo vai acontecer de uma maneira bem tranquila, nós estamos caminhando para um equilíbrio. Mas ainda é muito cedo, pouca coisa aconteceu e o campeonato vai sofrer muitas alterações ao longo das rodadas”

Rogério Ceni e Minas Gerais
O jogo entre Atlético-MG e São Paulo vai ser o 100º seguido de Rogério Ceni como titular da equipe são-paulina . Ainda faltam sete partidas para que ele iguale o recorde que pertence a Suli, arqueiro do time tricolor na década de 60. Porém, em Minas Gerais o camisa 1 do São Paulo já tem o hábito de atingir marcas importantes. Em 2005, também contra o Atlético-MG, Rogério Ceni se tornou o jogador que mais atuou pelo São Paulo, com 618 partidas. No ano seguinte, diante do Cruzeiro , ele marcou duas vezes e superou Chilavert como o goleiro com o maior número de gols na história do futebol.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG X SÃO PAULO
Local:
Arena do Jacaré (MG)
Data: 8 de junho de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-DF)
Assistentes: César Augusto de Oliveira Vaz (DF) e Carlos Emanuel Manzolillo (DF)

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Patric, Réver, Leonardo Silva e Leandro; Richarlyson, Fillipe Soutto, Toró e Giovanni Augusto; Mancini e Magno Alves.
Técnico: Dorival Júnior

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Jean, Xandão, Luiz Eduardo e Juan; Wellington, Rodrigo Souto, Casemiro, Carlinhos Paraíba e Lucas; Dagoberto.
Técnico: Paulo César Carpegiani

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011São Paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG