Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG e Cruzeiro continuam um clássico que não terminou

Goleada do Cruzeiro no último clássico e liderança do Campeonato Mineiro embalam os dois times neste domingo à tarde

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Vipcomm
Roger comemora gol que abriu o placar do último clássico entre Cruzeiro e Atlético
Depois de 126 dias Atlético-MG e Cruzeiro vão se enfrentar novamente. O último encontro ficou marcado de uma maneira tão forte que ainda hoje é o principal assunto nos dois clubes. Se a partida deste domingo, às 16h, pela décima rodada do Estadual, na Arena do Jacaré, vale a liderança da competição, naquela tarde de dezembro estava em jogo a permanência celeste na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. A goleada por 6 a 1 não só evitou a queda do Cruzeiro como mergulhou o Atlético-MG em crise.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Tanto é que o time comandado por Cuca venceu todas as dez partidas na temporada e ainda assim a torcida quer mais. Vencer o Cruzeiro no clássico deste domingo é apenas o mínimo que espera o torcedor alvinegro. Apesar de o estádio ser apenas para atleticanos, sabe-se que a pressão sobre o time vai ser maior do que o normal. Por isso, o técnico Cuca faz um pedido especial aos torcedores.

“Esse é um clássico muito igual, de muito equilíbrio. Então, a força que vem das arquibancadas, faz a diferença”, disse o treinador do Atlético-MG, convocando apoio de sua torcida que já comprou mais de 17 mil dos 18 mil ingressos disponíveis.

Por outro lado, o Cruzeiro conta com elenco experiente e o treinador Vágner Macnini quer tirar proveito da situação. Uma das tática do técnico cruzeirense foi jogar o favoritismo no colo do rival. Diante da pressão e também da invencibilidade do Atlético-MG no ano, Mancini não tem dúvida em apontar qual é o time favorito para o jogo.

Leia mais: Clássico mineiro pode ter duelo de argentinos xarás e armadores

“Disse que o Atlético é o favorito baseado nos números. O Atlético é líder, está na frente. Lógico que estamos tentando fazer o máximo para quebrar essa sequência. Mas se tem uma equipe que deve ser apontada como favorita, essa equipe é o Atlético”.

Se nas entrevistas cada treinador usa o discurso mais conveniente, em campo cada um tempo armar a melhor equipe possível para vencer. Apesar do sucesso do esquema com três atacantes, Vágner Mancini se mostrou inclinado a mudar o time, promovendo a entrada do meia Roger no lugar de Wallyson.

Veja também: Vágner Mancini diz que mistério faz parte do glamour do clássico

Já no Atlético-MG o mistério é ainda maior. Foram três treinos táticos durante a semana, mas nenhum teve a presença da imprensa. Cuca aproveitou a privacidade para preparar o seu time e conta com ajuda do departamento médico para fazer mistério. Afinal de contas são cinco jogadores que estavam machucados até poucos dias atrás. A confirmação das equipes, somente no vestiário da Arena do Jacaré.

O clássico em si também carrega outro mistério. Vai ficar na história como a revanche atleticana ou o Cruzeiro vai confirmar a supremacia sobre o rival? Afinal foram 14 vitórias contra apenas quatro do Atlético-MG nos últimos 20 clássicos. Essa resposta somente no domingo, depois das 18h.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG X CRUZEIRO
Local: Arena do Jacaré (MG)
Data: 8 de abril de 2012, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Renato Cardoso Conceição
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Marconi Helbert Vieira

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Carlos César (Marcos Rocha), Réver, Rafael Marques e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete (Fillipe Soutto), Danilinho (Bernard) e Escudero (Mancini); André e Guilherme.
Técnico: Cuca.

CRUZEIRO: Fábio, Marcos, Léo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Marcelo Oliveira, Roger (Wallyson) e Montillo; Wellington Paulista e Anselmo Ramon.
Técnico: Vágner Mancini.

Entre para a torcida virtual de seu time:

 

Leia tudo sobre: CruzeiroAtlético-MGclássicoMineiro 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG