Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-MG dobra o número de faltas para conseguir parar Neymar

Com média de 17 faltas por partida, Atlético-MG cometeu 35 contra o Santos, seu recorde neste Brasileiro

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Para vencer o Santos , o Atlético-MG tinha uma missão determinada por Cuca: tentar parar o atacante Neymar . O método encontrado pelo time atleticano foi encurtar o espaço do jogador santista, sempre com marcação individual e com outro jogador por perto. A escolha atleticana funcionou e o time venceu por 2 a 1 , mas a forte marcação resultou em excesso de faltas cometidas. Foram 35, mais que o dobro da média Atlético-MG na competição, que é de 17 por partida. Somente Neymar sofreu 12 faltas.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Com 35 faltas cometidas ao longo dos 95 minutos de jogo, considerando o acréscimo dado pelo árbitro (dois no primeiro tempo e três no segundo tempo), o Atlético-MG bateu o seu recorde de faltas em uma única partida. A marca anterior era da partida contra o Flamengo , ainda pela sexta rodada do Brasileirão, quando o time atleticano cometeu 26 faltas. O preço disso foram cinco cartões amarelos, dois em lances envolvendo Neymar, que tiraram Réver e Pierre da partida contra o Vasco .

Veja também: Neymar chora e pede desculpas no vestiário

“A gente sabe o jogador diferenciado que é o Neymar, a ascensão dele foi muito grande, é o melhor jogador do futebol brasileiro. Então a gente tinha que diminuir os espaços, encurtar bastante a marcação. Acabei levando um cartão amarelo, depois o Serginho entrou e fez uma excelente marcação”, disse o volante Pierre , que foi amarelado com apenas 12 minutos e elogiou a ousadia de Cuca , que mexeu aos 30 minutos do primeiro tempo para não ter um jogador expulso.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

“O Cuca está de parabéns, pensou rápido. Como já disse, o Neymar é um jogador diferenciado . Qualquer espaço que você der, ele vai aproveitar. Mas o Cuca teve visão de jogo, colocou o Serginho e me adiantou para pegar os volantes”, responsável por oito das 35 faltas do Atlético-MG.

Veja também: Um ponto separa Atlético-MG do Cruzeiro. Veja a classificação atualizada

“O Renan não estava mal no jogo, estava bem dentro da função dele. Para jogar com dois atacantes, como a gente tinha, o Renan deu uma voltadinha e fez o segundo volante. O Serginho entrou ali na lateral e entrou muito bem, saiu de campo aplaudido e gritado o nome. É um jogador que se recupera na reta final do campeonato e para a gente é importante”, explicou o técnico Cuca.

Já o Santos, bem menos faltoso, foram apenas 12, teve dois jogadores expulsos. Crystian por fazer pênalti em Réver e Neymar por reclamação, por conta do grande número de faltas que sofreu. Além de Réver e Pierre, os outros amarelados do Atlético-MG foram Triguinho , Bernard e Leonardo Silva . O zagueiro foi advertido depois de cometer o pênalti em Borges, o seu terceiro no Brasileiro, recordista no quesito, assim como o Atlético-MG, que já cometeu dez penalidades.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011SantosNeymar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG