Tamanho do texto

Desempenho no Brasileiro de 2011 é pior do que em 2010, quando o Atlético-MG brigou contra o rebaixamento

Nove pontos em oito partidas e o time na 13ª colocação. Esse era o Atlético-MG de Vanderlei Luxemburgo no Campeonato Brasileiro de 2010. Já a equipe de Dorival Júnior, montada pela diretoria atleticana depois do exemplo do ano anterior, consegue ter uma campanha ainda pior . São oito pontos e o time na 15ª colocação, sendo que pode entrar para zona de rebaixamento ainda nesta quinta-feira .

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Atravessando o seu pior momento desde que chegou ao Atlético-MG, o técnico Dorival Júnior pede uma mudança de postura da equipe. Nas três goleadas seguidas, sofridas para Flamengo, Internacional e Ceará, o Atlético-MG pouco chutou a gol, além de não oferecer muita resistência ao time adversário. “Precisamos mudar a postura em campo, apenas isso. Para nós está sendo muito difícil atravessar um momento como esse. A história do Atlético é muito rica para vivermos um momento como esse”.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Depois de começar com duas vitórias, o Atlético-MG de Dorival Júnior está perto da zona de rebaixamento
Futura Press
Depois de começar com duas vitórias, o Atlético-MG de Dorival Júnior está perto da zona de rebaixamento
A chance de recuperação e também de superar a campanha de 2010 é contra o América-MG . No jogo deste domingo o Atlético-MG tenta quebrar um jejum de seis partidas, já que não vence desde maio, quando bateu o Avaí por 3 a 1 . No histórico do clássico no Brasileirão, o time alvinegro tem vantagem, com seis vitórias, quatro empates e somente duas derrotas. Atlético-MG e América-MG já se enfrentaram três vezes na temporada, com duas vitórias atleticanas e uma americana. O time de Mauro Fernandes venceu na primeira fase do Mineiro e a equipe de Dorival Júnior deu o troco com duas vitórias nas semifinais da competição.

Para o goleiro Giovanni , que fez a sua primeira partida no Brasileirão contra o Ceará, o momento é focar no trabalho para tentar superar a pressão. “Infelizmente, nada é favorável a gente. Agora é trabalhar durante a semana, esfriar a cabeça, aguentar a pressão, pois vai ter depois de mais esta partida”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.