Atacante estreou uma semana depois de chegar ao clube e fez o gol na primeira vez que tocou na bola

nullGol do estreante André , o Atlético-MG bateu o Fluminese por 1 a 0, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Ipatingão. Com o resultado, o time mineiro dá uma aliviada na crise que ronda a Cidade do Galo e chega aos 14 pontos e se distancia um pouco da zona de rebaixamento. Já o Fluminense perdeu ótima oportunidade de encostar no G4, e volta a ter mais derrotas do que vitórias na competição.

Entre para Torcida Virtual de Atlético-MG ou Fluminense e convide seus amigos

Se o primeiro tempo não vai deixar saudades em ninguém, Atlético-MG e Fluminense fizeram um segundo tempo muito disputado e com lances incríveis, especialmente a bola de Fred na trave, aos 45 minutos do segundo tempo. Quem não vai esquecer a partida é o atacante André, que entrou e fez o gol da vitória. “Sem dúvida uma estreia inesquecível. Faltou perna e um monte de coisa. Mas como eu disse, se dependesse de mim ia mostrar raça e determinação. Foi o que fiz”.

Se no lado alvinegro era só festa, no lado tricolor muita lamentação por outra derrota. Para o goleiro Diego Cavalieri, um detalhe tirou os três pontos do Fluminense.“É complicado achar essa definição. Estamos trabalhando forte e duro. O jogo foi complicado e perdemos num detalhe. O importante que a equipe está lutando e uma hora as coisas vão se encaixar”

O jogo
O primeiro tempo entre Atlético-MG e Fluminense foi um dos piores momentos do Campeonato Brasileiro. As duas equipes pouco criaram e erraram bastante. Os goleiros Giovanni e Diego Cavalieri não precisaram se esforçar para fazer nenhuma defesa. As bolas que forma no rumo do gol, cinco no total, foram em cima dos arqueiros.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

As bolas com algum perigo foram chutadas para fora. Primeiro pelo Atlético-MG, em cobrança de falta de Lima, que mandou por cima do gol de Cavalieri. Pelo lado do Fluminense, o meia Souza teve duas oportunidades na entrada da área, mas ambas chutadas para fora. As duas equipes finalizaram mais vezes para fora do que dentro do gol.

Os números pode ajudar a entender o motivo de o primeiro tempo ter sido tão ruim. O número de passes errados foi superior a 30, com 19 para o Fluminense e 13 para o Atlético-MG. A equipe carioca errou mais por ter ficado mais com a bola nos pés, cerca de 61% do primeiro tempo. Até mesmo tiro de meta o goleiro Giovanni estava errando.

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

A principal alteração no intervalo da partida não foi feita pelos dois treinadores, que colocaram Wesley no Atlético-MG e Fernando Bob no Fluminense. A postura das duas equipes foi totalmente diferente, o que fez o jogo ganhar emoção e lances empolgantes. O primeiro deles com Fred, que só não marcou por conta de grande defesa de Giovanni.

Foi então que o Atlético-MG conseguiu pressionar o Fluminense e criar algumas boas oportunidades. Patric e Dudu Cearense, em menos de um minuto, assustaram o goleiro Diego Cavalieri. Em seguida a bola sobrou dentro da área tricolor, mas nenhum jogador atleticano conseguiu finalizar. Passada a pressão do Atlético-MG, o Fluminense voltou a ter mais posse de bola e jogar no campo de ataque.

E foi com o Fluminense melhor em campo que o Atlético-MG chegou ao gol da vitória. O estreante André mostrou ter estrela e fez o gol aos 31 minutos, logo na primeira vez que tocou na bola. A partir de então o Fluminense passou a jogar na área atleticana e teve chance para empatar, com Rafael Moura e Marquinho. Mas nenhuma tão clara como foi a de Fred, que acertou a trave aos 45 minutos do segundo tempo, com o goleiro Giovanni já no chão. Já o Atlético-MG se fechou para segurar o resultado e iniciar uma nova reação.

FICHA TÉCNICA – ATLÉTICO-MG 1 X 0 FLUMINENSE
Local: Ipatingão, em Ipatinga-MG
Data : 27 de julho de 2011, quarta-feira
Horário : 19h30 (horário de Brasília)
Renda: R$ 73.990,00
Público : 16.100 pagantes
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS - Fifa) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Cartões Amarelos: Dudu Cearense, Wesley e Toró (CAM); Deco, Diguinho, Marquinho e Fernando Bob (FLU)
GOLS:
ATLÉTICO-MG: André, aos 31 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Giovanni; Patric, Werley, Lima, Guilherme Santos (Wesley); Richarlyson, Toró, Dudu Cearense (Luiz Eduardo), Caio; Jonatas Obina (André) e Magno Alves.
Técnico: Dorival Júnior.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Mariano, Gum, Digão e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Rafael Moura), Marquinho, Souza (Rafael Sóbis) e Deco (Fernando Bob); Fred.
Técnico : Abel Braga.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.