Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atlético-GO admite nervosismo, mas alimenta esperanças pela Série A

Empate contra o São Paulo deixou goianos dependendo de empate contra o Vitória na última rodada

Gazeta Esportiva |

A pressão pela necessidade da vitória para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro pesou para o Atlético-GO neste domingo. O time fez uma boa partida contra o São Paulo, mas não conseguiu passar do empate por 1 a 1. Apesar das dificuldades, o time vai para a última rodada com as esperanças renovadas por depender apenas de outra igualdade no duelo direto contra o Vitória.

"Jogar sob pressão contra uma equipe que faz as coisas sem responsabilidade por não precisar do resultado é complicado. A pressão estava do nosso lado e não podíamos errar, enquanto para eles tanto fazia errar ou não", afirmou o volante Robston, ao comentar o destempero do Atlético-GO, que esbarrou em seu próprio nervosismo nos momentos em que era mais agressivo que o São Paulo.

"(A pressão) pesou um pouco porque sabemos da situação que vivemos e estávamos buscando a vitória o tempo todo. Erramos algumas coisas e não conseguimos vencer, mas já vi os outros resultados e sei que estamos vivos. Temos um jogo difícil contra o Vitória, mas estamos vivos", apontou o goleiro Márcio, esperançoso por atingir o objetivo em Salvador: permanecer na elite.

Com o empate, o Atlético-GO é 16º colocado, com 41 pontos, empatado com o Vitória, mas em vantagem nos critérios de desempate. Como já há três times matematicamente rebaixados (Guarani, Goiás e Grêmio-SP), um empate fora de casa às 17 horas (de Brasília) garante o Dragão Goiano na Primeira Divisão para 2011.

Leia tudo sobre: atlético-gocampeonato brasileirofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG