Enquanto equipe goiana ainda corre riscos de rebaixamento, os gaúchos, distantes da possibilidade de título, já projetam disputa do Mundial de Clubes

Atlético-GO e Internacional chegam a esta 34ª rodada com objetivos e momentos bem distintos na temporada. Enquanto a equipe goiana ainda corre riscos de rebaixamento e precisa a qualquer custo de um resultado positivo, os gaúchos, distantes da possibilidade de título, já projetam a disputa do Mundial de Clubes, que será realizado em dezembro.

Neste returno, o Dragão tem a nona melhor campanha, com 19 pontos em 14 jogos, exatamente a mesma do Inter. A equipe de Renê Simões vem se recuperando e não ocupa a zona de rebaixamento há três rodadas, depois de frequentá-la por cinco meses ininterruptos. Atualmente, o Rubro-negro ocupa a 15ª posição, com 36 pontos, um à frente do Atlético-MG, o primeiro ocupante do Z-4 hoje.

No entanto, nos últimos dois jogos, contra Ceará e Botafogo, a equipe obteve apenas um ponto. Uma vitória contra o Colorado é considerada fundamental na caminhada rumo à permanência entre os grandes do futebol brasileiro. "Se vencermos, teremos uma tranquilidade maior visando às últimas rodadas. Temos que impor nosso padrão de jogo", entende o meia William.

Renê Simões não contará com os laterais Thiago Feltri e Adriano, além do volante Pituca. Também não estarão à disposição o atacante Pedro Paulo e o volante Ramalho. O zagueiro Gílson, que cumpriu suspensão na derrota diante do Botafogo, pode voltar ao time. Na lateral direita, Victor Ferraz deve substituir Adriano. Na esquerda, Chiquinho ou algum meio-campista deve suprir a ausência de Feltri.

O adversário do Dragão vem bastante desfalcado para a partida. Após o empate com o Fluminense na última quarta-feira, os jogadores do Internacional admitiram pela primeira vez que o título brasileiro ficou muito distante. Sexto colocado, com 50 pontos, o Colorado teria que tirar oito do líder Fluminense em cinco rodadas. O técnico Celso Roth deve aproveitar as partidas finais deste campeonato para promover ajustes na equipe que vai aos Emirados Árabes disputar o Mundial da Fifa, em dezembro.

A primeira medida será promover um rodízio entre os goleiros. O atual titular, Renan, nem viajou para Goiânia. O argentino Pato Abbondanzieri começará a partida no Serra Dourada. Contra o Avaí, na próxima semana, Lauro deve iniciar. "É preciso dar ritmo de jogo a quem não vem atuando", justificou Roth.

A ausência de Renan não será a única: outros quatro titulares não estarão presentes no Serra Dourada. O volante Guiñazu, o meia D'Alessandro e o centroavante Alecsandro estão suspensos. Já Tinga segue se recuperando de lesão e só volta em duas semanas. O coletivo da manhã desta sexta, no Beira-Rio, encaminhou as entradas de Glaydson, Andrezinho e Leandro Damião no time. Para a vaga de Tinga, Giuliano prossegue como titular.

O jogo deste sábado começa às 19h30, horário de Brasília. No primeiro turno, o confronto entre Dragão e Colorado acabou empatado por 1 a 1, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO X INTERNACIONAL


Local : Estádio Serra Dourada, Goiânia
Data : 6 de novembro de 2010, sábado
Horário : 19h30 (de Brasília)
Árbitro : Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares : João Antônio Sousa Paulo Neto e Luciano Benevides de Sousa (ambos do DF)

ATLÉTICO-GO : Márcio; Victor Ferraz, Daniel Marques, Gílson e Chiquinho; Agenor, Rômulo, Robston e Renatinho; Juninho e Marcão.
Técnico : Renê Simões

INTERNACIONAL : Abbondanzieri; Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Wilson Matias, Glaydson, Andrezinho, Rafael Sobis e Giuliano; Leandro Damião.
Técnico : Celso Roth

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.