Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Atletas do Guarani não treinam em protesto por salários atrasados

Em seu site oficial, o Guarani emitiu uma nota explicando a situação e prometendo acertar os salários "entre hoje e amanhã"

Gazeta |

Faltando apenas quatro dias para a grande decisão da Série A-2 do Paulista, o Guarani passa por problemas internos que podem afetar o rendimento da equipe na partida contra o XV de Piracicaba, sábado, no estádio Barão de Serra Negra. 

Nesta terça-feira, os jogadores se recusaram a treinar em protesto pela falta de pagamento de premiações e atraso de dois meses nos salários. Houve então uma reunião entre o elenco, o treinador Vilson Tadei e a diretoria.

Os jogadores receberam folga na segunda-feira, e nesta terça tinham um treino marcado para o período da manhã. Porém, após a reunião, todos deixaram o Brinco de Ouro sem participar da atividade. Às 14h30, o grupo reapareceu e treinou rapidamente em função do jogo entre Barcelona e Real Madrid, pelas semifinais da Copa dos Campeões. Em seu site oficial, o Guarani emitiu uma nota explicando a situação e prometendo acertar os salários "entre hoje e amanhã".

Confira a nota divulgada pela diretoria do Guarani

Hoje pela manhã no Estádio Brinco de Ouro durante a reapresentação após o jogo em São José dos Campos os jogadores do Guarani solicitaram à Diretoria uma posição sobre a premiação pelo acesso e por um eventual título de campeão da Série A2.

A Diretoria esteve reunida justamente para resolver essas questões. Com isso houve um atraso no treino, que foi transferido para às 14:30h. O treino será de curta duração, pois os jogadores serão liberados para assistir ao jogo Barcelona X Real Madrid.

Com relação aos salários, o pagamento do último salário será efetuado entre hoje e amanhã.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG