Tamanho do texto

"A quantidade de gols que a gente erra não dá para aceitar", afirmou Daniel Carvalho depois do empate

Os jogadores do Atlético-MG deixaram a Arena do Jacaré, neste domingo, com o sentimento de frustração, por não terem conseguido vencer o Ceará, mesmo com dois jogadores a mais durante todo o segundo tempo. O armador Daniel Carvalho se diz chateado pelo empate em 1 a 1 , lamenta as chances desperdiçadas pela equipe e os vacilos que segundo ele, não podem acontecer nesta reta final de competição.null

"Estou chateado não só porque o time teve dois jogadores a mais, e sim pelos gols que perdemos. Futebol não dá para vacilar, ainda mais na fase em que nós estamos. A gente sabe que esse final de competição vai ser definido nos detalhes. A quantidade de gols que a gente erra não dá para aceitar. Mas o importante é que todos têm que assumir os erros, não são apenas os atacantes. Acho que todo mundo errou, todo mundo vacilou, e o torcedor tem todo o direito de ficar envergonhado pelo futebol que a equipe apresentou", declarou.

O zagueiro Werley, que atuou ao lado de Leonardo Silva, foi outro jogador a lamentar o excesso de chances perdidas pelo Atlético-MG durante os 90 minutos do jogo contra o Vozão. O defensor admite que a situação do Galo ficou mais complicada, mas o atleta receita trabalho para o time acordar dentro de campo e voltar a vencer.

"Criamos várias oportunidades de gol. Infelizmente, não conseguimos concluir, fazer este gol que era tão importante. Como falei no primeiro tempo, se a gente fizesse 2 a 0, tinha tudo para sair com uma goleada, só que infelizmente não foi possível. Temos que procurar trabalhar e também acordar porque a nossa situação cada dia que passa esta mais complicada", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.