Atleta tinha 14 anos e treinava em um CT na cidade de Itaguaí. Clube ainda não sabe a causa da morte

O jovem W.J.V.S.. de 14 anos, que fazia testes na divisão de base do Vasco morreu na manhã desta quinta-feira (14) após se sentir mal durante um treino em um CT (Centro de Treinamento), em Itaguaí, na Baixada Fluminense, a cerca de 70 km do Rio.

A assessoria de imprensa do clube ainda apura as causas da morte do adolescente, que passava por um período de testes na categoria sub-15. Segundo o clube, o rapaz passou mal e foi levado para um hospital, onde faleceu. As informações preliminares dão conta de que não havia plantão médico ou ambulância no local.

O CT onde ocorreu o fato é de propriedade de Pedrinho Vicençote, ex-jogador do clube e da seleção brasileira.

Após passar mal sob forte calor, W. foi encaminhado a um hospital de Itaguaí, mas já teria chegado morto ao local. O corpo foi encaminhado ao IML, onde chegou por volta das 15h40. Somente a perícia irá determinar a causa da morte.

O Vasco enviou a Itaguaí o vice-presidente médico, Manoel Moutinho, e o chefe do departamento médico do futebol, Clovis Munhoz. O presidente do clube, Roberto Dinamite, só vai se pronunciar após receber maiores detalhes sobre o caso.

W. nasceu em Minas e estava no Rio para tentar a sorte nas categorias de base do Vasco. Os pais foram informados da morte e já reconheceram o corpo. A mãe do rapaz passou mal e foi medicada.

O clube cancelou uma coletiva com o ex-jogador Edmundo, que estava marcada para a tarde desta quinta. O jogador, que iria falar sobre sua despedida do futebol, terá nova coletiva no dia 16.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.