Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Até empresa brasileira usa decotes de paraguaias por clientes

Cervejaria patrocina Larissa Riquelme e concorrente telefônica contrata outra modelo para atrair olhares na Copa América

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a La Plata |

Marcel Rizzo
Larissa Riquelme é assediada nos arredores do estádio da partida entre Brasil e Paraguai

Larissa Riquelme ganhou uma rival à altura nesta Copa América, a também paraguaia Patrícia Orue, que abusa dos decotes e do celular entre os seios nas partidas do Paraguai. Mas quem pensa que é somente ousadia das torcedoras modelos, se engana: na verdade é uma batalha entre operadoras de telefonia e outras empresas – a cervejaria Kaiser contratou Riquelme para exibir sua marca na modelo apenas na partida deste domingo, entre Brasil e Paraguai, na cidade de La Plata.

 

Riquelme ficou famosa durante a Copa do Mundo da África do Sul, em 2010, quando apareceu em fotos torcendo por sua seleção direto de Assunção. O celular entre os seios com silicone era uma maneira de a empresa Tigo aproveitar o Mundial para fazer propaganda. A estratégia deu tão certo que transformou Lari, como é chamada em seu país, em celebridade, principalmente no Brasil e na Argentina – neste último ela participou até da versão local do “Dança dos Famosos”.

Para a Copa América, a telefônica argentina Personal contratou Riquelme para estar em todos os jogos do Paraguai e, apesar do frio que faz na Argentina em julho (média de 6 graus na capital Buenos Aires), ela claro abusou do decote e do celular entre os seios. Mas a Tigo não queria perder a oportunidade de também aparecer e por isso enviou à Copa América a loira Orue, que tem aparecido em tantas, ou até mais, fotos do que a morena Riquelme.

“Não me preocupo, há espaço para todas, mas somente uma Larissa”, disse Riquelme à antes da partida deste domingo. Sobre o novo patrocínio, da Kaiser, ela contou que é somente para este jogo – o acordo com a Personal vale até o final da Copa América.

Riquelme, que se esgoelou no empate entre Brasil e Paraguai (2 a 2), há oito dias em Córdoba, aposta em vitória se sua seleção por 2 a 0 em La Plata, quando cumpriria a promessa de um ensaio sensual no gramado do Maracanã – ela não sabia que o estádio está em reforma para a Copa do Mundo de 2014.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG