Time mineiro caiu na Copa do Brasil para o Prudente, mas com muita reclamação por conta de gol anulado

Não foi dessa vez que o Atlético-MG realizou o sonha de conquistar a Copa do Brasil. Com mais uma partida abaixo da crítica e falta de tranquilidade, o time mineiro apenas empatou em 0 a 0 com o Grêmio Prudente e está eliminado da competição. Como tinha perdido por 2 a 1 o jogo de ida, bastava ao time atleticano fazer 1 a 0. Mas o ataque não funcionou pela primeira vez na temporada. 

Agora, se a Libertadores de 2012 ainda é objetivo, resta ao Atlético-MG se reforçar e buscar uma vaga pelo Campeonato Brasileiro. Ou então via Copa Sul-Americana. Já o Grêmio Prudente, ainda lanterna no Campeonato Paulista, vai enfrentar o Ceará nas oitavas-de-final da Copa do Brasil.

O jogo
Precisando da vitória para se classificar, o Atlético-MG começou em cima e nos primeiros 15 minutos o Grêmio Prudente nem sequer passou do meio de campo. Apesar da pressão, o Atlético-MG não obrigou o goleiro Márcio a fazer uma grande defesa. O lance de maior perigo foi com Magno Alves, aos sete minutos, que chutou e a bola perdeu força ao desviar na defesa, facilitando a defesa do goleiro.

Magno Alves disputa a bola no empate sem gols
AE
Magno Alves disputa a bola no empate sem gols
Se Márcio não tinha de trabalhar, ele ainda contava com a sorte. Aos 19 minutos, o camisa 1 do Prudente não cortou escanteio e Réver cabeceou, mas a bola bateu no braço do goleiro, que já estava batido no lance. E era assim, na bola alta, no escanteio ou em cruzamentos laterais que o Atlético-MG tentava fazer o gol da classificação. Com Renan Oliveira muito mal, a jogara aérea era a única opção do time de Dorival Júnior.

Mas passada a pressão inicial, o Grêmio Prudente era quem mais chegava. Se conseguir produzir no meio o Atlético-MG tinha dois jogadores com pouco participação em campo. Magno Alves e Ricardo Bueno eram meros expectadores, enquanto a defesa alvinegra tinha cada vez mais trabalho. Mas se o Grêmio Prudente chegava com facilidade ao ataque, faltava qualidade na conclusão para o time paulista.

Aos 33 minutos a torcida já pedia por Neto Berola. E assim seguia o primeiro tempo. Um Atlético-MG sem força para agredir e um Grêmio Prudente sem qualidade para definir a classificação. Para fechar a etapa inicial o time mineiro ainda teve uma chance, de falta. Serginho cobrou bem, mas o goleiro Márcio fez boa defesa.

Como o resultado que o Atlético-MG precisava não saiu no primeiro tempo, o técnico Dorival Júnior fez duas alterações. Entraram Patric e Neto Berola, nos lugares de Rafael Cruz e Renan Oliveira. Mas o efeito foi o contrário, e a equipe ficou ainda pior. Tanto que bastaram mais dez minutos para o treinador fazer a terceira e última alteração, com Mancini entrando no lugar de Ricardo Bueno.

Era apenas na base da vontade, da raça, que o Atlético-MG conseguiu fazer alguma coisa. Mancini chutou com perigo aos 15 minutos e Neto Berola furou uma bola incrível aos 20. Mas se faltava futebol, também faltou cabeça aos jogadores atleticanos. Aos 29 minutos o zagueiro Leonardo Silva recebeu o segundo amarelo, ao parar um contra-ataque do Grêmio Prudente, e foi expulso.

Muito pior fez o volante Serginho. Ele deu uma voadora no jogador adversário e recebeu o vermelho direto, aos 33 minutos. Se o Atlético-MG já era um time batido, passou a ser dominado. O Grêmio Prudente passou a ficar com a bola na maior parte do tempo.

Aos 41 minutos, na base da vontade, e na bola parada, o Atlético-MG até marcou o possível gol da classificação. Mas o assistente Eduardo de Souza errou ao marcar impedimento de Réver, que seria o autor de um gol histórico. Apesar de tudo, Mancini teve a bola do jogo, aos 48 minutos, dentro da área, mas chutou em cima do goleiro. E assim terminou mais uma participação atleticana na Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 0 X 0 GRÊMIO PRUDENTE


Local:
Arena do Jacaré, em Sete Lagoas-MG
Data: 06 de abril de 2011, quarta-feira
Horário: 21h50 (horário de Brasília)
Renda: R$ 33.925,00
Público: 6.698 pagantes
Árbitro: Pathrice Wallace Correa Maia (RJ)
Assistentes: Eduardo de Souza Couto (RJ) e Francisco Pereira de Souza (RJ)
Cartões Amarelos: Réver e Guilherme (CAM) Douglas (PRU)
Cartão Vermelho: Leonardo Silva e Serginho (CAM)

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Rafael Cruz (Patric), Réver, Leonardo Silva e Guilherme Santos; Fillipe Soutto, Serginho, Renan Oliveira (Neto Berola) e Jackson; Magno Alves e Ricardo Bueno (Mancini).
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO PRUDENTE: Márcio; Wanderson Cafu, Douglas, Ednei e Raí; Anderson Pedra, Daniel, Saldanha (Alceu) e Elivelton (Rhayner); Juan (Alex Maranhão) e Eraldo.
Técnico: Márcio Goiano

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.