Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Assis vê Ronaldinho próximo de voltar a atuar no Brasil

Ele poderia ganhar um título que falta na carreira dele, que é o de campeão brasileiro ou da Libertadores, disse o irmão e empresário do jogador

Agência Estado |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882666047&_c_=MiGComponente_C

Atualmente na reserva do Milan e descontente com sua situação no clube italiano, o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho está cada vez mais próximo de acertar o seu retorno ao futebol brasileiro. A possibilidade foi confirmada nesta terça-feira por Assis, empresário e irmão do craque. O representante do atleta deixou claro que a saída de Ronaldinho depende do aval do Milan, com quem Ronaldinho tem contrato até o dia 3 de junho, mas admitiu que a vontade do jogador neste momento pode pesar muito para a tomada de um novo rumo na sua carreira.

"O Ronaldo saiu do Brasil com 21 anos de idade, assim como eu. Ele está há dez anos fora do Brasil. Está com 30 anos, uma idade maravilhosa, e para ele seria muito legal um retorno ao Brasil. Seria muito bom para ele. É uma opções que se tem, mas volto a frisar, o contrato dele termina em junho", afirmou Assis, em entrevista para a "TV Bandeirantes". Assim como seu irmão, o empresário deixou o clube gaúcho para atuar no futebol europeu quando era jogador do Grêmio.

O empresário destacou que o fato de o Milan estar vivo na briga pelo título da Liga dos Campeões é um dos motivos para o clube segurar o jogador na Itália, mas ele lembrou que essa situação pode ser temporária. "No futebol tudo é muito rápido. O Milan ainda está na Champions League, então não acredito que seja fácil tirá-lo de lá. Mas o Brasil é uma das opções, e que nos agrada e muito", reforçou.

Assis ainda enumerou algumas razões que poderiam ser positivas e serviram como motivação para Ronaldinho voltar a atuar no futebol brasileiro. "O retorno para o Brasil poderia ser importantíssimo. Ele poderia ganhar um título que falta na carreira dele, que é o de campeão brasileiro ou da Libertadores da América. (A volta ao País) Depende do projeto todo que seria oferecido a ele", disse, para depois lembrar que a proximidade do seus familiares em Porto Alegre também pesaria para a possível volta do atleta.

"O Ronaldinho está muito motivado. É maravilhoso para ele receber esse tipo de atenção. Fazia tempo que não via o Ronaldinho tão motivado e tão feliz de ter oportunidade de ficar perto da família. Não é fácil ficar tanto tempo fora do País e chega um momento em que o carinho da família é muito importante", destacou.

Palmeiras
O representante de Ronaldinho, porém, preferiu despistar quando questionado sobre o interesse de clubes brasileiros pelo jogador. Ele apenas disse que Ronaldinho ficou feliz ao saber que o Palmeiras manifestou oficialmente o desejo de contar com o futebol do craque. "Não conversei com o pessoal do Milan e não posso te confirmar se o Ronaldo recebeu uma proposta oficial. Ele ficou satisfeito de saber que existe um interesse concreto do Palmeiras, um time que tem uma história importante no futebol brasileiro", enfatizou Assis, sem revelar se o atleta gostaria de atuar na equipe do Palestra Itália.

Assis admitiu que chegou a conversar com Luiz Felipe Scolari, mas preferiu não alimentar o sonho do torcedor do Palmeiras de que Ronaldinho poderá um dia vestir a camisa do clube. "Eu, pessoalmente, conversei com ele (Felipão). Ele é do Sul e é um amigo. Mas não quero dar esperanças à torcida, porque o torcedor tem de ser tratado com respeito", acrescentou.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG