Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Assassinato de torcedor causa polêmica na Rússia, sede da Copa do Mundo de 2018

Justiça ordenou a detenção de Aslan Cherkesov por matar Yegor Sviridov, de 28 anos, no centro de Moscou. Torcedors fizeram protesto com gritos racistas na cidade

EFE |

O assassinato de um torcedor do Spartak Moscou na Rússia, neste domingo, incomoda o país escolhido para sediar a Copa do Mundo de 2018. para amenizar os efeitos da repercussão do caso, a Justiça russa ordenou nesta quarta-feira a detenção de Aslan Cherkesov, acusado de matar Yegor Sviridov, de 28 anos, no centro de Moscou.

Cherkesov, que tem antecedentes criminais, confessou que atirou contra o torcedor, mas que fez "em sua própria defesa" após ser agredido. Segundo o advogado do acusado, ele disparou vários tiros para o alto a fim de evitar a agressão dos torcedores do Spartak.

O ocorrido levou cerca de mil torcedores do clube de Moscou a realizarem um protesto na noite de terça, fechando o trânsito no centro da capital e gritando frases de cunho racista como "Rússia para os russos" e "Moscou para os moscovitas".

O diretor-geral da candidatura russa para a Copa, Alexei Sorokin, reconheceu que os torcedores violentos são um dos maiores problemas do futebol local.

Leia tudo sobre: futebol internacionalrússia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG