Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

ASA supera Boa e quebra sequência de triunfos da equipe mineira

Em Arapiraca, os donos da casa levaram a melhor e agora já brigam pelas primeiras colocações

Gazeta |

O ASA-AL e o Boa Esporte fizeram uma partida bastante movimentada, nesta sexta-feira, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. Os donos da casa levaram a melhor vencendo por 2 a 1 e quebrando a sequência de três vitórias consecutivas do time mineiro. Com o resultado, o time de Arapiraca chegou a 24 pontos, ultrapassou o próprio Boa na tabela e já briga pelas primeiras colocações.

Os gols do time de Alagoas foram anotados pelo artilheiro Didira e por Chiquinho Baiano, que confirmaram o retrospecto do ASA, de melhor mandante da série B do Campeonato Brasileiro. Nas oito partidas em que atuou em casa, o time alagoano conquistou sete triunfos e um empate, mantendo a invencibilidade da equipe diante da torcida. No Boa, Pablo fez o gol de honra, mas o time de Minas Gerais não teve forças para buscar o empate.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro da série B, o Boa vai receber a Ponte Preta, no estádio Dilzon Melo, em Varginha. Já o ASA, terá compromisso fora de casa, contra o Duque de Caxias, no Raulino de Oliveira. Os dois jogos estão marcados para a noite de terça-feira.

O jogo
Mesmo atuando longe dos domínios, o Boa não se intimidou e começou a partida de forma ousada e atacando a equipe alagoana, que dentro de casa, não podia deixar por menos, e o torcedor que compareceu no Coaracy da Mata Fonseca acompanhou um duelo aberto, com os dois times buscando a vitória.

Aos oito minutos, depois de uma blitz alagoana, o artilheiro Didira aproveitou rebote do goleiro Luiz Henrique e mandou para as redes, inaugurando o placar e levando a torcida à loucura nas arquibancadas. O gol deu confiança ao ASA, que empurrou os visitantes para o campo de defesa, que passaram a explorar os contra-ataques.

Na tentativa de dificultar a saída de bola da equipe boveta, o ASA adotou a estratégia de adiantar a marcação, o que funcionou em vários momentos do jogo, propiciando alguns erros de passe e roubadas de bola que levaram perigo à meta do goleiro Luiz Henrique. Somente a partir dos 30 minutos, o time do técnico Nedo Xavier passou a chegar com mais qualidade no campo de ataque, mas as finalizações deixaram a desejar.

Depois do começo de jogo de muita correria, as duas equipes diminuíram o ritmo, mas os donos da casa quase ampliaram o marcador antes do intervalo. Aos 43, o ASA quase chegou ao segundo gol com Raul, que aproveitou um belo cruzamento da esquerda e desviou para o gol, mas o arqueiro Luiz Henrique operou milagre para salvar o time de Varginha.

Logo na volta para a etapa complementar, aos dois minutos, depois de cobrança de falta ensaiada, Chiquinho Baiano soltou um petardo de longa distância e aumentou o placar para o ASA. Com o objetivo de aumentar o pode de fogo do Boa, o técnico Nedo Xavier trocou Waldison, por Marco Antônio, mas a alteração não surtiu o efeito desejado.

Sem ter muito o que fazer, o time mineiro se lançou ao ataque, e aos 12, Jackson quase diminuiu de cabeça, mas Gilson conseguiu fazer excelente defesa, mandando para escanteio. Aos 21, não teve jeito, e o Boa conseguiu marcar com Pablo, que completou cruzamento da esquerda e mandou as redes.

O gol dos mineiros incendiou o jogo, que ganhou em dinamismo. As duas equipes passaram a lutar muito pela posse de bola, e o Boa tentou de todas as formas chegar ao empate, mas o ASA conseguiu se segurar bem na defesa e ainda levou perigo ofensivamente. Apesar dos esforços, o placar ficou mesmo inalterado, e a torcida de Arapiraca pode comemorar a reabilitação do ASA, que havia perdido para o Náutico, na rodada passada.

FICHA TÉCNICA
ASA-AL 2 X 1 BOA ESPORTE

Local: Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca (AL)
Data: 12 de agosto de 2011, (sexta-feira)
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Ítalo Medeiros de Azevedo (RN)
Assistentes: Eduardo Lincoln Neves (RN) e Ailton Farias da Silva (SE)
Cartões amarelos: (ASA-AL) Marielson e Toninho (Boa Esporte) Thiago Carvalho, Olívio, Claudinei, Pablo e Valdo
Gols:
ASA-AL: Didira, aos oito minutos do primeiro tempo e Chiquinho Baiano, aos dois minutos do segundo tempo
Boa Esporte: Pablo, aos 21 minutos do segundo tempo

ASA: Gilson; Raulen, Toninho, André Nunes e Chiquinho Baiano; Emerson, Fabinho, Didira (Vitinha) e Raul (Léo Dias); Reinaldo Alagoano e Marielson (Jorginho)
Técnico: Vica

BOA: Luiz Henrique; Jackson (Ramon), Thiago Carvalho, Pablo e Marinho Donizete; Claudinei; Moisés, Olívio e Carlos Magno; Jheimy (Valdo) e Waldison (Marcos Antônio)
Técnico: Nedo Xavier

Leia tudo sobre: asa-alboasérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG