Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Às vésperas da Libertadores, Jonas deixa o Grêmio

Valencia, da Espanha, pagou R$ 2,8 milhões, valor da multa, e contratou o artilheiro do Brasileirão 2010

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Faltando dois dias para a estreia na Libertadores, o Grêmio perdeu o seu jogador mais importante: Jonas, o artilheiro do Brasileirão 2010, irá defender o Valencia, da Espanha. A saída do atacante, porém, não foi uma venda capaz de amenizar os problemas financeiros do clube gaúcho. O valor da multa rescisória, de 1,2 milhão de euros (R$ 2,8 milhões), foi determinante para a negociação.

“Não perdemos o jogador por não poder competir financeiramente e, sim, por termos acertado, na gestão anterior, uma multa extremamente baixa para os padrões brasileiros e absurdamente baixa para os padrões internacionais”, disse o diretor de futebol, Antônio Vicente Martins.

Jonas comunicou a decisão de transferir-se para o Valencia, na noite de domingo, à direção. Então, na manhã desta segunda-feira, a assessoria de imprensa convocou uma entrevista coletiva às pressas. Na quarta-feira, o Grêmio enfrenta o Liverpool, em Montevidéu, pela pré-Libertadores. Horas depois da confirmação da saída do atacante, o técnico Renato Gaúcho lamentou a perda e voltou a pedir reforços à diretoria.

O contrato de Jonas terminaria em 31 de dezembro de 2011. Foi renovado por um ano, em março de 2010, em negociação encabeçada pelo ex-presidente Duda Kroeff. Vicente até evitou avaliar a decisão do grupo que sucedeu, porém, mandou um recado:

“Não critico a antiga direção, mas acho que o Grêmio precisa aprender com os seus erros”.

Vicente disse que, desde tomar posse, em 15 de dezembro, tomou conhecimento do contrato do jogador. A negociação de renovação, iniciada logo em seguida, ficou em segundo plano com a tentativa frustrada de contratar Ronaldinho Gaúcho.

“Criamos alternativas satisfatórias ao jogador, que até aceitou ganhar menos do que uma proposta do futebol russo. Ele, porém, viu no Valencia um novo desafio profissional”, contentou-se o dirigente.

AE
Na sexta, ao marcar dois gols contra o São José, Jonas brigou com a torcida

O último jogo de Jonas pelo Grêmio, na sexta-feira, foi um indício da sua saída. Após ser vaiado, Jonas brigou com a torcida ao comemorar um gol contra o São José pelo Gauchão. Ele fez as pazes ao marcar o segundo, o da virada no placar.

"Agora vocês entendem a reação dele. Estava muito estressado", disse Vicente.

A direção do Grêmio prometeu contratar um substituto, afinal, Jonas nem viaja para enfrentar o Liverpool. Em 147 jogos, fez 78 gols pelo clube, ultrapassando até o atual treinador Renato Gaúcho. Deixou a torcida órfã de um ídolo. Borges, André Lima, Lins, Diego Clementino, Júnior Viçosa e Wesley são as opções de Renato Gaúcho ao ataque.

Leia tudo sobre: GrêmioJonasvalenciaespanhafutebol mundialmercado

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG