Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Artilheiro do Atlético-MG em 2012, André não tem sido caseiro

Mais da metade dos gols do goleador alvinegro saíram em jogos disputados fora da Arena do Jacaré

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Comemorar gols tem sido rotina para o atacante André neste começo de Campeonato Mineiro
Para superar a marca de 1995 e ter seu melhor começo do Campeonato Mineiro desde 1976 , o Atlético-MG precisa superar o Villa Nova, neste domingo, no Alçapão do Bonfim. Por isso o time vai precisar bastante do atacante André , artilheiro do time nesta temporada, com oito gols em sete jogos. E o atacante tem correspondido quando a equipe joga fora da Arena do Jacaré.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

Dois oito gols marcados por André em 2012, cinco foram longe de Sete Lagoas, inclusive o último deles, na vitória por 3 a 1 sobre o Cene-MS . Contra o Villa Nova o camisa 9 do Atlético-MG não quer fazer diferente. “ Estou tendo a felicidade de fazer os gols. Nesse jogo agora, perdi gols que não estou acostumando a perder. Tem que aprimorar mais para não acontecer isso”, disse André, que sem revelar o número, falou que tem uma meta pessoal a ser batida.

Leia também: Diante do Villa, Atlético-MG pode ter seu melhor início desde 76

“Tenho uma meta de gols. Vamos ver se consigo bater ate o meio do ano, seria importante. Fazer gol é importante, da confiança. Quem sabe tentar bater essa meta, um objetivo que eu tenho. Não gosto de falar não. Da ultima vez que falei, não consegui bater. Então vou ficar quieto e depois de passar, eu falo”, disse André, que está pré-convocado para os Jogos de Londres 2012 .

Siga o Twitter do iG Atlético-MG e receba notícias do time em tempo real

O bom momento de André já faz a diretoria do Atlético-MG se movimentar para manter o jogador por mais tempo na Cidade do Galo. Ano passado o clube gastou R$ 4,9 milhões para comprar 20% dos direitos federativos do atleta, que foi emprestado pelo Dínamo de Kiev até junho de 2012. O jogador não esconde de ninguém que sua vontade é permanecer na Cidade do Galo.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Se não tivesse jogando, ninguém estaria falando de renovar. Estou tentando fazer meu papel, mostrar meu valor. Minha opção é ficar aqui, mas isso fica para a diretoria. Vai passando o tempo, fazendo os gols, vai ficando melhor. mas vai dar tudo certo sim”.

 

Leia tudo sobre: Atlético-MGAndré

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG