Técnico do Duque de Caxias é amigo de Washington Rodrigues, com quem trabalhou como auxiliar técnico no Flamengo, em 1995

Já sem chances de se classificar para as semifinais da Taça Guanabara, o Duque de Caxias quer agora garantir lugar entre os quatro melhores do grupo B, o que daria ao clube uma vaga na Taça Washington Rodrigues, torneio que será disputado paralelamente às finais do Carioca. Para o técnico Arthur Bernardes, existe outra motivação para que o Duque brigue por este troféu.

Bernardes é amigo de Washington Rodrigues, com quem trabalhou como auxiliar técnico no Flamengo, em 1995. Apolinho, como Rodrigues é conhecido, é um famoso comentarista esportivo no Rio de Janeiro, que recebeu a missão de comandar o clube da Gávea na reta final do aniversário de cem anos do clube.

"O Washington Rodrigues é um grande amigo, que trabalhou comigo no Flamengo em 1995, então seria interessante para mim conquistar um troféu que leva o nome dele", afirmou Bernardes.

Para se classificar para a Taça Washington Rodrigues, que reunirá os terceiros e quartos colocados dos dois grupos do Carioca, o Duque de Caxias só precisa de uma vitória contra a Cabofriense, no domingo, às 17 horas (de Brasília), em Cabo Frio. Em caso de empate ou derrota, o Duque passaria a depender de outros resultados para se garantir entre os quatro melhores do grupo B.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.