Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Arsenal não irá estender empréstimo de Henry, informa Wenger

Clube londrino gostaria de prorrogar acordo por mais duas semanas, mas manterá acordo com New York Red Bulls

Gazeta |

A cogitada extensão do empréstimo de Thierry Henry ao Arsenal não irá acontecer. Após afirmar que o jogador, que pertence ao New York Red Bulls, dos EUA, poderia ficar na equipe londrina até o fim de fevereiro, o técnico Arséne Wenger voltou atrás e admitiu que o atacante francês só irá cumprir o vínculo atual, que vai até a metade da próxima semana.

Leia também: Arsene Wenger é cotado para assumir a seleção francesa após a Euro

"Eu adoraria que Henry ficasse por mais duas semanas, mas ele tem que voltar. Ele é o capitão dos Red Bulls, então não seria justo ele só aparecer no primeiro dia da temporada. Aceitamos no começo que ele voltaria no dia 16 de fevereiro e vamos manter nossa palavra", afirmou Wenger.

Maior ídolo recente do Arsenal, Henry fez, até aqui, apenas cinco partidas na sua segunda passagem pelo clube e anotou dois gols. Logo na estreia, no dia 9 de janeiro, ele saiu do banco de reservas para fazer o tento da vitória sobre o Leeds United, pela Copa da Inglaterra.

AFP
Apenas mais dois jogos separam o francês Henry da sua segunda despedida do Arsenal

"Ele ficou feliz por estar aqui e nossos jogadores também se contentaram por tê-lo por perto. Nos treinamentos a evolução foi a cada semana. Henry agora está de volta a um nível físico comparável a todos os outros jogadores. Sua movimentação nos trabalhos me fez pensar que é uma pena ele não atuar mais pela seleção francesa", declarou o compatriota Wenger.

Henry só participará de mais dois jogos pelo Arsenal antes de retornar aos EUA: contra o Sunderland, no dia 11, pelo Campeonato Inglês, e ante o Milan, dia 15, pela partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, todos eles fora de casa.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG