Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Arsenal e City duelam pelo direito de perseguir o líder United

Primeiro colocado abriu três pontos de vantagem para equipe de Manchester e cinco para o time de Londres, que jogam nesta quarta

Gazeta Esportiva |

O Arsenal e o Manchester City duelam, nesta quarta-feira, às 17h45 (Brasília), no estádio Emirates, pelo direito de se tornar o principal perseguidor do líder Manchester United no Campeonato Inglês. Com 44 pontos em 20 partidas, os Red Devils têm três de vantagem para os rivais Citizens, com 21 jogos, e cinco a mais que os Gunners, que também já disputaram 20 confrontos.

Para se consolidar na briga pelo título do Campeonato Inglês, o time de Roberto Mancini tem um grande tabu para quebrar. A última vitória do City no campo do Arsenal foi em 1975, quando bateu o time da casa, no antigo Highbury, por 3 a 2, com gols de Rodney Marsh, Asa Hartford e Joe Royle. De lá para cá, foram oito empates e 18 vitórias do time londrino.

"Isso não faz diferença para o que pode acontecer na quarta à noite. Quando jogamos com eles na primeira parte da temporada (derrota por 3 a 0 no Estádio da Cidade de Manchester), não fomos piores e tivemos apenas dez homens boa parte do jogo. Agora queremos jogar com 11", afirmou o defensor alemão Jerome Boateng.

Além do incômodo retrospecto de não vencer no campo do adversário há 35 anos, o comandante italiano terá que lidar com desfalques importantes. O seu compatriota Mario Balotelli é o vice-artilheiro da equipe no campeonato com cinco gols, e está fora por lesão no joelho. Pelo mesmo motivo, o espanhol David Silva não participará da partida, enquanto o togolês Emmanuel Adebayor, com dores no calcanhar, é dúvida.

Se Mancini não surpreender, deve escalar o artilheiro Carlos Tevez, autor de 13 gols no Inglês, sozinho no ataque, apoiado por James Milner e Adam Johnson pelos lados. No meio-campo, três volantes: Nigel de Jong, Yaya Touré e Gareth Barry.

"Temos grandes problemas, porque Mario e David estão fora. Jogamos três jogos em nove dias. Era impossível colocar os mesmos jogadores, então usei o elenco. Agora, precisamos mudar porque alguns jogadores se machucaram", lamentou o italiano.

Em Londres, o técnico Arsene Wenger comemora a boa forma física da equipe. Depois de ser atrapalhado por diversas lesões ao longo do ano, apenas o zagueiro Thomas Vermaelen, o goleiro Manuel Almunia, o volante Abou Diaby e o lateral esquerdo Kieran Gibbs não vão jogar. "Não tivemos ninguém machucado no sábado. A equipe está confiante, com fé, fome, muito motivada e, acima de tudo, em boa forma física", avisou.

O comandante francês pode repetir a formação que bateu o Birmingham por 3 a 0 na última rodada, com Fabianski; Bacary Sagna, Johan Djourou, Laurent Koscielny e Gael Clichy; Alex Song, Cesc Fabregas, Samir Nasri e Jack Wilshere; Theo Walcott e Robin Van persie. "É muito encorajador, pois é a primeira vez que passamos do ano novo com um time desse tamanho à disposição", exaltou.

Nas outras partidas de quarta-feira, o Chelsea, sem Obi Mikel, Zhirkov, Benayoun e o brasileiro Alex, mas com o retorno de Ivanovic, tenta voltar às vitórias contra o Wolverhamtpon, no estádio Molineux, após apenas um triunfo nas últimas oito partidas. No Ewood Park, em Blackburn, o time da casa vai jogar contra o Liverpool, que perdeu o meia Raul Meireles, com dores no osso do calcanhar.

No mesmo dia, o Aston Villa recebe o Sunderland, no Villa Park, enquanto o West Ham vai ao St James Park enfrentar o Newcastle. Everton e Tottenham se enfrentam no Goodison Park, e Bolton e Wigan duelam no Reebok Stadium.

Confira os jogos de quarta-feira da 22ª rodada do Campeonato Inglês:

Arsenal x Manchester City
Aston Villa x Sunderland
Newcastle x West Ham
Wolverhamtpon x Chelsea
Blackburn x Liverpool
Everton x Tottenham
Bolton x Wigan

Leia tudo sobre: Manchester CityArsenalInglaterrafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG